Notícias

Trabalho da Cooperativa Languiru é referência para outros países

14/10/2013

O cooperativismo está cada vez mais em evidência no mundo, tanto que a ONU instituiu 2012 como o Ano Internacional do Cooperativismo. De uma forma geral, nações de todos os continentes têm buscado um sistema mais justo de desenvolvimento econômico e social, e nesse contexto o cooperativismo gaúcho tem servido de exemplo. 

Com o intuito de conhecerem os fatores que tornam esse sistema tão próspero no Rio Grande do Sul, frequentemente a Cooperativa Languiru recebe a visita de comitivas estrangeiras, que almejam ver de perto o modelo sustentável de suas atividades administrativas, econômicas e sociais, beneficiando as comunidades nas quais está inserida.

 Cuba e Moçambique

No mês de agosto a Languiru recebeu a visita de uma cubana e de um suíço. A vice-presidente da Associação Nacional de Economistas e Contadores de Cuba (Anec), Raquel Salabarria Marquez, e o representante da Confederação Alemã das Cooperativas (DGRV) em Moçambique, o suíço Antoine Bossel, conheceram cooperativas gaúchas de vários ramos e estiveram em Teutônia para apreciar as atividades da Languiru.

Representantes de entidades de Cuba e Moçambique conferiram a industrialização de produtos lácteos, como iogurtes e bebidas lácteas, na Indústria de Laticínios Languiru
Representantes de entidades de Cuba e Moçambique conferiram a industrialização de produtos lácteos, como iogurtes e bebidas lácteas, na Indústria de Laticínios Languiru (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

Acompanhados do assistente de projetos da Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul (Ocergs), Matheus Loro da Soledade Dias, os visitantes foram recebidos no Escritório Central pelo presidente Dirceu Bayer e pelo vice-presidente Renato Kreimeier. Em pauta, os programas da cooperativa, com destaque para o fomento, quando os dirigentes da Languiru ressaltaram a importância da troca de informações com modelos instalados em outros países.

Também acompanharam a reunião os coordenadores do Departamento Técnico nos setores de Aves, Sinécio Wilsmann; Leite, Fernando Staggemeier; e Suínos, Beto Markus. Na programação, Bossel e Raquel ainda conheceram a loja Agrocenter Languiru – Ferragens, Ferramentas, Máquinas e Bazar no Bairro Languiru.

 Visita à propriedade rural

No segundo dia, os visitantes seguiram para o município de Westfália, na localidade de Linha Berlim. Lá, conheceram a propriedade do associado Enio Brune, que é produtor de aves, leite e suínos. Bossel e Raquel trocaram informações com o produtor e ficaram impressionados com os índices de produtividade encontrados no local.

Bossel (D) e Raquel trocaram informações com o associado Enio Brune e demonstraram satisfação com os índices de produtividade da propriedade rural no interior do município de Westfália
Bossel (D) e Raquel trocaram informações com o associado Enio Brune e demonstraram satisfação com os índices de produtividade da propriedade rural no interior do município de Westfália

No mesmo dia ainda conferiram a industrialização de produtos lácteos, como iogurtes e bebidas lácteas, na Indústria de Laticínios, em Teutônia.

 Inspiração

Segundo Raquel, o que mais chamou sua atenção foi a competitividade dos produtos gerados pelo cooperativismo gaúcho, com ênfase na agregação de valor e diversificação das atividades. “Já visitamos cooperativas em vários países, como República Dominicana, Argentina, Equador e Peru. Aqui encontramos a melhor experiência em cooperativismo das Américas, pois existe um ciclo produtivo muito interessante, que pode servir de inspiração para outros países”, entende.

Raquel revelou que Cuba pretende estimular a economia do país usando o cooperativismo como alternativa. O papel da Ocergs e do Sescoop também foram destacados pela cubana. “Estou impressionada com a importância da Languiru para o desenvolvimento da região. Aqui, as famílias estão apoiadas por uma base sólida e lideranças sérias que incentivam os jovens a permanecerem nas propriedades rurais”, afirmou.

 Cooperativismo solidário

Moçambique é um país africano que passou por décadas de guerras e, hoje, está buscando a sua reconstrução. A possibilidade de implementar um modelo cooperativo similar ao da Languiru, é o que anima Bossel. “Me sinto orgulhoso por ter conhecido esta cooperativa. A gestão da Languiru é moderna, bem constituída, o que nos trouxe uma excelente aprendizagem”, afirmou.

Bossel admitiu que até mudou de opinião sobre o produtor brasileiro na visita à Languiru. Revelou que sempre teve a imagem de um grande latifundiário, que essencialmente cultivava grãos. “Aqui as propriedades são pequenas e, mesmo assim, conseguem obter uma produtividade incrível nas produções de aves, leite e suínos. Existe toda uma cadeia, onde uma cooperativa beneficia a outra, o que é muito difícil encontrar em qualquer parte do mundo”, acredita.

Revelou que está motivado a fazer um “grande balanço” da viagem, o qual irá exibir para o governo moçambicano. “Todas as pessoas mostraram interesse e disposição em trocar experiências que serão muito importantes para Moçambique. O acolhimento foi fantástico”, disse.

 Angola prospecta atividade leiteira

Outra importante visita que a Cooperativa Languiru recebeu, também no mês de agosto, foi de comitiva de Angola. Com o objetivo de conhecer os programas da cooperativa direcionados ao fomento, especificamente à atividade leiteira, estiveram no Escritório Central os consultores técnicos Manuel Pedro Graça e Rui Jorge Dias dos Santos.

Consultores angolanos compararam a geografia encontrada no Vale do Taquari com a realidade do país africano
Consultores angolanos compararam a geografia encontrada no Vale do Taquari com a realidade do país africano

Acompanhados da coordenadora de pós-graduação da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Luci Elaine Krämer, os angolanos foram recepcionados pelo presidente Dirceu Bayer e pelo coordenador do Setor de Leite Fernando Staggemeier. “O nosso modelo administrativo tem chamado a atenção. Praticamente toda semana recebemos visitas de todo o Brasil e de fora dele”, enalteceu Bayer.

Staggemeier complementou dizendo que a cooperativa procura trabalhar com a diversificação das atividades e agregar valor à matéria-prima oriunda das propriedades dos associados. “Cerca de duas a três famílias vivem nas propriedades que se caracterizam pela mão de obra familiar. A cooperativa gerencia uma série de mecanismos que fazem com que os jovens fiquem na propriedade”, explicou.

Sobre a atividade leiteira, o engenheiro agrônomo falou da grande produtividade e da alta tecnologia existente nas propriedades. Staggemeier também detalhou os programas aos quais os associados produtores de leite têm acesso, como, por exemplo, a assistência técnica. “Cada técnico chega a fazer em média 100 visitas por mês, sendo que a nossa logística é privilegiada pelo fato de que tudo é muito próximo”, reiterou.

A estada dos angolanos finalizou com visita à Indústria de Laticínios, onde puderam conferir desde a chegada do leite até a sua industrialização.

 Agradecimento e especialização

Os consultores angolanos agradeceram a hospitalidade da Languiru e revelaram que o objetivo da visita foi conhecer uma região essencialmente agrícola que se caracteriza por minifúndios. Para justificar a escolha, compararam a geografia encontrada no Vale do Taquari com a realidade de Angola. Graça e Santos devem retornar ao seu país no mês de outubro e voltam em novembro com a pretensão de conhecer as cadeias produtivas de aves e suínos.

Segundo os angolanos, o país africano saiu recentemente de um estado de guerra e a intenção das autoridades locais é recuperar a economia por meio do agronegócio. A dupla cursa MBA em Gestão de Negócios na Unisc, formação que foi adequada as suas necessidades.

TEXTO – Éderson Moisés Käfer e Leandro Augusto Hamester

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Lançamento

Languiru apresenta os Soltinhos de Frango, mais facilidade e praticidade na cozinha

Aprendizado no campo

Programa Aprendiz Cooperativo concilia teoria com prática nas propriedades rurais

Clinic Care

Farmácias Languiru oferecem serviços especiais aos associados e clientes

Campanha

Languiru e Shopping Lajeado realizam promoção que sorteia R$ 34 mil em vales-compras

Futuro no campo

Languiru recebe inscrições para terceira edição do Programa de Sucessão Familiar

Inovação

Lançamento de plataforma digital para o agro ocorre no dia 20 de abril

Melhoramento genético

Chegou versão atualizada do Catálogo de Touros

Sucessão Rural

A satisfação pelo trabalho motiva os jovens a seguirem no agronegócio familiar

Inovação RS

Leite Languiru Origem é destaque em alimentos e bebidas premium

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.