Notícias

Programa de Inclusão Social e Produtiva no Campo – Encontros priorizam benefícios dos associados e instruções técnicas

27/07/2017

Está em andamento o período de elaboração do plano de ação individual das propriedades rurais que se inscreveram no Programa de Inclusão Social e Produtiva no Campo. Nos meses de junho e julho foram repassadas informações em cidades dos Vales do Taquari, Caí e Rio Pardo. Os objetivos e prazos do programa foram esclarecidos por profissionais do Setor de Leite do Departamento Técnico da Languiru e técnicos da Emater/RS-Ascar.

Associados da cooperativa conferiram palestra sobre nutrição do rebanho em Brochier (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

As reuniões se basearam na mesma temática, no entanto, dois encontros se diferenciaram pelo volume e especificação das informações. O primeiro deles reuniu a equipe técnica da Emater/RS-Ascar e apresentou de forma detalhada o trabalho da Cooperativa Languiru. Já o segundo enfatizou a importância do programa de inclusão social e repassou informações técnicas para produtores de leite associados da cooperativa no Vale do Caí.

 

Teutônia

 

No dia 07 de julho, a Associação dos Funcionários da Languiru sediou encontro entre a equipe do Setor de Leite do Departamento Técnico e representantes de escritórios da Emater/RS-Ascar. O coordenador do Setor de Leite, Fernando Staggemeier, enalteceu que os municípios estão valorizando o programa e frisou a necessidade de maior sincronia entre os profissionais da Languiru e da Emater. “O produtor de leite está muito inseguro, dado que a nossa economia vem oscilando muito”, disse. Staggemeier compartilhou estatísticas sobre a produção de leite na área de atuação da cooperativa e falou sobre benefícios disponibilizados aos produtores rurais que integram o quadro social. “Exigimos que o produtor tenha equipamento para resfriamento e uma entrada adequada para que o transportador possa coletar o leite”, acrescentou.

O coordenador do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar, Marcelo Brandolli, frisou que a entidade apoia o cooperativismo e observou que muitos produtores de leite deixaram a atividade em virtude da idade avançada.

Associação da Languiru sediou encontro em que foi alinhada a atuação de técnicos da Emater e da Languiru

O presidente da Languiru, Dirceu Bayer, observou que o cooperativismo prega a ajuda às comunidades e salientou o papel da extensão rural para o incremento dos índices de produção. “Que bom que estamos juntando nossas forças entre assistência técnica e extensão rural. Temos uma expectativa muito boa em relação a esse programa”, ponderou.

O assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar, Martin Schmachtenberg, conduziu análise dos números do programa e planejou a linha de atuação dos técnicos da Emater.

 

Brochier

 

O programa de inclusão social e a nutrição do rebanho foram os temas abordados na propriedade do associado Juremo Luís Kerber. O evento técnico ocorreu no dia 11 de julho, na localidade de Rincão dos Brochier, município de Brochier. Kerber deu as boas-vindas e realizou breve apresentação da sua propriedade, acompanhado da esposa Iara Kerber, do filho Tiago Kerber e da nora Remira Irian Scherer.

O coordenador do Setor de Leite, Fernando Staggemeier, explicou o que é o programa de inclusão social e esclareceu dúvidas sobre os benefícios do quadro social da Languiru. O engenheiro agrônomo relembrou aspectos pertinentes à nutrição do rebanho, citando a alimentação equilibrada como um dos fatores preponderantes para definir a qualidade do leite. “O indicado é alimentar os animais basicamente no pasto e suplementar no cocho. O segredo é ter alimentação, manejo, sanidade e genética”, aconselhou. Para Staggemeier, é necessário planejar a dieta de forma individual, tomando conhecimento de quanto cada animal consome.  Lembrou que a vaca, como ruminante, necessita de matéria verde para efetivar esse processo. “Quanto mais desiquilibrada for a dieta, mais vai oscilar o pH do rúmen”, alertou.

Staggemeier explicou como implantar pastagens perenes na propriedade rural e fazer o planejamento forrageiro. Destacou a importância do piqueteamento e do fornecimento de água limpa para os animais. “Para produzir 30 litros de leite uma vaca precisa de até 78 litros de água. Ela já deve ter acesso a água logo depois da ordenha”, ensinou.

Kerber e família apresentaram histórico da propriedade situada na localidade de Rincão dos Brochier

Também explicou que o azevém tetraploide possui mais açúcar e mais energia, ou seja, é mais palatável e doce. Ainda chamou a atenção dos produtores para o conforto animal e lembrou problemas causados pelo calor excessivo e pela umidade alta. “Acima de 21° C a vaca já começa a rejeitar comida”, emendou.

Staggemeier comunicou que a cooperativa está comercializando o trigo silageiro, uma forrageira que se caracteriza pelo grande volume de massa verde, boa sanidade e palatabilidade. Da mesma forma, exibiu fotos do Compost Barn, um sistema de confinamento que vem reduzindo a mastite e problemas de casco. “Somente 20% dos animais pode estar em pé ou comendo dentro do galpão. Isso é sinal de conforto do rebanho. O Compost Barn tem dado muito certo em propriedades de vários municípios”, acrescentou. As informações sobre a atividade leiteira ainda foram complementadas pelo técnico em Agropecuária do Setor de Leite, Tiago Schneider.

Também participaram do encontro o prefeito de Brochier, Clauro Josir de Carvalho; o secretário da Agricultura e Meio Ambiente de Brochier, Fernando Aurelio Braun; a presidente do STR Brochier, Marlise Keller; o supervisor regional da Emater/RS-Ascar, Fábio André Encarnação; e o técnico Agrícola da Emater, Fabiel Kamphirst.

 

 

TEXTO – Éderson Moisés Käfer e Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Aprendizado no campo

Programa Aprendiz Cooperativo concilia teoria com prática nas propriedades rurais

Clinic Care

Farmácias Languiru oferecem serviços especiais aos associados e clientes

Campanha

Languiru e Shopping Lajeado realizam promoção que sorteia R$ 34 mil em vales-compras

Futuro no campo

Languiru recebe inscrições para terceira edição do Programa de Sucessão Familiar

Inovação

Lançamento de plataforma digital para o agro ocorre no dia 20 de abril

Melhoramento genético

Chegou versão atualizada do Catálogo de Touros

Sucessão Rural

A satisfação pelo trabalho motiva os jovens a seguirem no agronegócio familiar

Inovação RS

Leite Languiru Origem é destaque em alimentos e bebidas premium

Desempenho

Em assembleia digital, Languiru apresenta faturamento histórico de R$ 1,8 bilhão

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.