NOTÍCIAS
Safra - Cooperativa Languiru inaugura Secador de Grãos junto à Fábrica de Rações em Estrela
Publicado em 09/02/2018
Nova estrutura possui capacidade instalada para secagem de 30 toneladas de grãos por hora

“Este empreendimento simboliza o comprometimento da Cooperativa Languiru com o seu quadro social, na busca pela fidelização, ampliação da área de atuação e consequente fortalecimento da produção e escoamento de grãos.” Essas palavras constam na placa descerrada por ocasião da inauguração do Secador de Grãos da Cooperativa Languiru, realizada na manhã do dia 07 de fevereiro. A nova estrutura está localizada junto à Fábrica de Rações da Languiru, no município de Estrela.

Solenidade de inauguração do Secador de Grãos ocorreu na manhã do dia 07 de fevereiro (Fotos: Leandro Augusto Hamester)

O Secador de Grãos possui capacidade instalada para secagem de 30 toneladas por hora, possibilitando captação da matéria-prima, na área de atuação da cooperativa, de cerca de 30 mil toneladas de milho por ano. Com investimento de aproximadamente R$ 3,5 milhões, o empreendimento possibilitará à Languiru ampliar a competitividade comercial da Fábrica de Rações, que atende todo o Rio Grande do Sul. Com a diversificação das atividades econômicas, a cooperativa gera renda e desenvolvimento ao seu quadro social e à região do Vale do Taquari como um todo.

 

Demanda e qualidade

 

O gerente de negócios da Fábrica de Rações, Joel Girardello, destaca que o Secador de Grãos atende demanda do quadro social e contribui para a qualidade dos produtos de nutrição animal da Languiru. “Procuramos atender bem e suprir as necessidades dos associados da Cooperativa Languiru, além de fornecer produtos de qualidade. Com esse empreendimento, conseguimos a fidelização e o incremento nos volumes de produção”, disse durante a solenidade de inauguração.

A estrutura fará a secagem dos grãos, que saem da lavoura com umidade próxima a 20%, sendo que para armazenagem e produção de ração é necessário reduzir essa umidade a 14%, essencial para que se tenha um produto de nutrição animal de qualidade. “O secador tem a finalidade de reduzir a umidade do grão, num processo de secagem moderno, de última geração, finalizando com o processo de armazenagem”, explicou.

As ações de planejamento para a construção iniciaram em março de 2017, seguindo com o encaminhamento das licenças ambientais e liberação do início das obras, em setembro, concluindo os trabalhos no final de janeiro de 2018. “Foram cinco meses intensos de construção, com entrega da obra antes do previsto. O novo Secador de Grãos está operando de forma muito satisfatória, a estrutura consegue secar o milho com qualidade muito boa”, frisou Girardello, acrescentando que a Languiru estima o incremento da produção de milho na região. “Na última safra, a captação de grãos da Languiru foi de cerca de 22 mil toneladas, mas somente no último mês de janeiro já registramos 15 mil toneladas”, afirmou.

Autoridades, convidados, clientes e associados participaram da solenidade

Atualmente, o consumo de milho na Fábrica de Rações da Languiru está por volta de 18 mil toneladas ao mês. Ou seja, a captação atende aproximadamente um mês do consumo no ano. Com a nova estrutura, a cooperativa pretende ampliar o recebimento de grãos a nível regional, reduzindo a dependência do milho vindo de outros estados, com elevado custo, principalmente em função da logística. “Esse Secador de Grãos irá secar 30 toneladas/hora, enquanto que o nosso consumo na Fábrica é de aproximadamente 50 toneladas/hora. Mesmo com esse investimento, ainda vamos precisar do milho vindo de outras regiões, mas em menor percentual”, elucidou o gerente.

A Fábrica de Rações da Languiru produz 33 mil toneladas de ração ao mês e atende mais de três mil clientes distribuídos em todo Rio Grande do Sul. Para isso, necessita de volume significativo de grãos de milho, soja e outros cereais. “Estávamos enfrentando dificuldades pare receber os grãos. Não conseguíamos receber na velocidade da colheita, apesar do bom serviço prestado e das boas parcerias que possuímos com empresas da região. Agora aumentamos a nossa capacidade de recebimento de grãos durante a safra, sem perda de matéria-prima no campo pelo atraso que ocorria no recebimento do milho”, concluiu Girardello.

 

Economia de Estrela

 

O prefeito de Estrela, Carlos Rafael Mallmann, destacou a importância da Fábrica de Rações para a economia de Estrela. “A unidade já é a 6ª em retorno de ICMS no município. Iniciativas da Languiru, como o Cartão Verde que estimula o plantio do milho, nos permite ‘consumir’ o milho cultivado no Vale do Taquari, sem a necessidade de que seja comprado de outras regiões”, enalteceu, agradecendo os investimentos da Languiru e elogiando a boa gestão da cooperativa, que classificou como “a força do Vale”.

Direção, membros dos Conselhos de Administração e Fiscal, gerente da unidade e prefeito de Estrela realizaram descerramento da placa inaugural

Mallmann ainda falou do franco diálogo da Municipalidade com a equipe da Languiru, “construindo alternativas para que possamos fortalecer cada vez mais essas iniciativas. O Secador de Grãos é um importante investimento para a cooperativa, assim como é importante para o município”.

 

Resultado

 

O presidente da Languiru, Dirceu Bayer, agradeceu às empresas regionais parceiras na secagem do milho dos associados da Languiru e falou do desenvolvimento de Estrela nos últimos anos. “O município passou a ser uma referência regional, representa a força da economia do Vale do Taquari no Estado. O Secador de Grãos foi o único grande investimento da Languiru em novas estruturas no exercício de 2017, realizado com recursos próprios, atendendo anseios dos nossos associados. Em vista da situação econômica dos anos anteriores, fomos precavidos em termos de investimentos no último exercício”, manifestou.

Ele ainda adiantou números do desempenho econômico e financeiro da Languiru em 2017, com destaque para o faturamento bruto superior a R$ 1,2 bilhão e o resultado líquido de mais de R$ 17,6 milhões. “Embora a economia como um todo ainda não tenha reagido da forma como se esperava, o trabalho desenvolvido e os resultados da Languiru no último ano nos animam a dar andamento a outros projetos. Estamos num novo momento, de muita energia, motivação, segurança de que a cooperativa possui um futuro promissor”, finalizou.

O presidente Dirceu Bayer foi acompanhado do vice-presidente da Languiru, Flávio João Walter; de membros dos Conselhos de Administração e Fiscal; do gerente de negócios da Fábrica de Rações, Joel Girardello; e do prefeito Carlos Rafael Mallmann no descerramento da placa inaugural. Em seguida, convidados, autoridades, líderes de Núcleo e associados visitaram as instalações da unidade fabril.

A solenidade ainda foi acompanhada pelo diretor-administrativo da Languiru, Euclides Andrade; pelo gerente executivo de indústrias, Fabiano Leonhardt; pelo vice-prefeito de Estrela, Valmor Griebeler; pelo secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Paulo Fink; pelo gerente da Emater Regional, Marcelo Brandolli; por gerentes, coordenadores e colaboradores, fornecedores e clientes, além de representantes da imprensa e comunidade em geral.

 

 

 

TEXTO – Leandro Augusto Hamester

MAIS NOTÍCIAS

Todos os direitos reservados à Cooperativa Languiru | SAC: 0800 51 5453 | sac@languiru.com.br
Attitude