NOTÍCIAS
Formação de lideranças - “Educação é para a vida, para nossas atividades como produtores rurais e para atuarmos na cooperativa”
Publicado em 11/06/2019
Languiru inicia segunda turma do Programa de Desenvolvimento da Liderança Cooperativa

“Trabalhar com educação, com a qualificação, não é custo, é investimento. Onde há alguma oportunidade, sempre procuramos participar.” A frase é do casal Adilson (45) e Carina Stevens (45), associados da Languiru desde 2005 e que, juntos, integram a segunda turma do Programa de Desenvolvimento da Liderança Cooperativa. As aulas iniciaram no dia 07 de junho e contam com 37 participantes, numa iniciativa da Cooperativa Languiru com apoio do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, execução e acompanhamento pedagógico da Universidade do Vale do Taquari (Univates).

Segunda turma do curso iniciou suas atividades no mês de junho, com encontros quinzenais que se estendem até dezembro de 2019 (Fotos: Leandro Augusto Hamester)

Residentes no município de Imigrante, eles administram, junto com parceiros, propriedades na localidade de Arroio da Seca Baixa e no município de Coronel Pilar, com a produção de aves, ovos e suínos.

Adilson se mostra bastante entusiasmado quanto ao conteúdo da formação. “Com certeza será muito útil para o dia a dia no campo. Minha maior expectativa é com relação às disciplinas que dizem respeito à gestão de pessoas e à administração. É isso que buscamos nas nossas propriedades”, avalia.

 

Liderança e harmonia

 

Carina reforça a necessidade de sincronia entre liderança e harmonia, essenciais para a criação de vínculos de confiança. “Alcançar a harmonia com liderança te permite resultados. É como na música ou no futebol: a música de sucesso tem harmonia de notas, times vencem campeonatos a partir da harmonia dos jogadores em campo”, compara.

Para o casal, a iniciativa da Languiru em oferecer a formação gratuita aos seus associados é louvável. “Educação é para a vida, para nossas atividades como produtores rurais e para atuarmos na cooperativa. Todos colhem os frutos dessa qualificação”, concluem.

Carina e Adilson Stevens, de Imigrante, valorizam a formação gratuita oferecida pela Languiru: “todos colhem os frutos dessa qualificação”

 

Identidade

 

O curso, dividido em módulos, conta com 100 horas/aula, se estende até o dia 06 de dezembro, com encontros quinzenais às sextas-feiras, na Associação dos Funcionários da Languiru. A aula-inaugural foi com os professores Evânia Schneider e Albano Mayer, na disciplina “Identidade cooperativista, princípios do cooperativismo e sentimento de pertencimento”.

Evânia se disse emocionada e lisonjeada com a oportunidade. Seus pais foram associados da Languiru, com produção de leite. “Essa qualificação é o coroamento de todo o trabalho da Languiru, que há muitos anos vem fazendo essa aproximação e trazendo o associado, dono da cooperativa, a viver mais o cooperativismo. Esse curso é uma oportunidade de trabalhar em conjunto, com os associados refletindo mais sobre o seu papel na cooperativa”, valorizou.

Na parte da manhã o grupo participou de dinâmicas que focaram no autoconhecimento e na relação dos associados com a cooperativa. À tarde foram trabalhadas questões relacionadas aos princípios do cooperativismo, à missão, visão e valores da própria Languiru.

Professora Evânia Schneider deu início à formação abordando o tema “Identidade cooperativista, princípios do cooperativismo e sentimento de pertencimento”

 

Crescimento das pessoas

 

Representando o Sescoop/RS, o analista técnico Gabriel Simas Bussmann frisou o auxílio da entidade para o desenvolvimento do curso. “Iniciativas como esta contribuem para a melhoria da gestão nas propriedades e nas cooperativas, tornando-as mais pujantes, como é o exemplo dado pela Languiru. Aproveitem ao máximo essa oportunidade que estimula, principalmente, o crescimento das pessoas”, disse.

 

Inspiração

 

O presidente da Languiru, Dirceu Bayer, que também integra o segundo grupo do curso, afirmou que a participação dos associados é fonte de inspiração. “A profissionalização deve ser estimulada em todos os setores do cooperativismo, e essa dedicação do nosso quadro social serve de exemplo. Quanto mais as pessoas conhecerem a cooperativa e o cooperativismo, mais seremos fortes para superar as dificuldades que se apresentam e preparados para colher os frutos desse empenho”, afirmou.

Para ele, os produtores rurais são verdadeiros empresários do campo. “Vocês administram suas propriedades e são donos de uma cooperativa que estima faturamento bruto de R$ 1,5 bilhão neste ano. A Languiru cresce e os nossos associados têm a oportunidade de acompanhar esse crescimento. Para isso é fundamental a gestão, a atenção especial à sucessão, com visão de futuro. Em meio a uma economia ‘perturbada’, não podemos esperar do governo a solução”, concluiu, mencionando o estímulo da Languiru à educação, inclusive com a concessão de bolsas de estudo para funcionários, associados e filhos de associados.

 

 

 

TEXTO – Leandro Augusto Hamester

MAIS NOTÍCIAS

Todos os direitos reservados à Cooperativa Languiru | SAC: 0800 51 5453 | sac@languiru.com.br
Attitude