NOTÍCIAS
BPF - Programa garante a excelência do leite que chega à Indústria de Laticínios da Languiru
Publicado em 03/10/2018

A Cooperativa Languiru gerencia programas que fiscalizam o manejo na propriedade rural, as condutas na indústria e a expedição do seu mix de produtos. O intuito é preservar as características naturais das matérias-primas e garantir a qualidade dos produtos que integram tanto a linha de alimentação humana como a linha de nutrição animal. Há décadas, a cooperativa sustenta uma reputação positiva junto aos consumidores, reflexo de um trabalho que sempre primou pela segurança dos alimentos produzidos em suas plantas industriais. Um exemplo disso está na industrialização de produtos lácteos, com o controle da qualidade iniciando desde o campo.

Técnicos da cooperativa fazem a apresentação do programa e conduzem as vistorias nas propriedades rurais (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

O Departamento Técnico da Languiru é formado por técnicos em agropecuária, médicos veterinários e engenheiro agrônomo, organizados em divisões por área de atuação (Setor de Aves, Setor de Suínos e Setor de Leite). No que se refere à cadeia produtiva do leite, o grupo de profissionais atua em diversas frentes, que vão desde ao repasse de orientações sobre a sanidade do rebanho, composição da dieta dos animais e instruções sobre ordenha.

 

Objetivos do programa

 

Em 2014, com a finalidade de reforçar o conceito de qualidade e valorizar a marca da cooperativa, o Setor de Leite introduziu o programa de Boas Práticas na Fazenda (BPF). A iniciativa concede certificação à propriedade rural mediante a realização de auditoria que procura atender rigorosos parâmetros de segurança dos alimentos, bem-estar animal e sustentabilidade. A auditoria orienta o produtor de leite sobre a conservação dos alimentos, reforça ações para que haja um maior controle sanitário do rebanho, endossa atitudes higiênicas no ambiente de ordenha e acondicionamento do leite, além de chamar a atenção para a importância de anotar desde tratamentos veterinários até mudanças de comportamento do rebanho.

BPF exerce papel importante para garantir a qualidade dos produtos lácteos Languiru

 

Procedimentos de avaliação

 

A partir do agendamento da visita de implementação, são entregues o Manual de Boas Práticas de Fabricação, a Agenda da Qualidade e os cartazes com os procedimentos indicados no BPF. Estando todos os aspectos em conformidade, a propriedade recebe certificado válido por um ano, com nova visita de vistoria após esse período. Conseguindo a aprovação, o associado da cooperativa também passa a receber um bônus no pagamento pela produção (Conta do Leite).

 

“Vale a pena se enquadrar, pois organiza a rotina na propriedade”

Fabiane e Rafael Schons mencionam que o programa reorganiza a propriedade rural

 

Em Linha Comprida, município de Maratá, está localizada a propriedade de Rafael José Schons (36). O associado entrega em torno de mil litros de leite por coleta à Languiru. Decidiu aderir ao programa a partir de informações transmitidas pelo técnico em agropecuária que atende o Vale do Caí. “O BPF logo me interessou, constatei que iria facilitar o manejo e agregar um bônus no valor pago pelo litro de leite”, afirmou. A esposa Fabiane Marx Schons (23) revela que tiveram que fazer algumas melhorias, como repensar o local de armazenagem de embalagens de agrotóxicos e de medicamentos veterinários. “É muito importante marcar as vacas que estão em tratamento para não correr o risco de ordenhar algum animal que esteja medicado”, exemplificou.

Rafael ainda salienta que associados de localidades vizinhas acabaram aderindo ao programa depois de visitarem a sua propriedade rural. Entende que reconheceram os padrões de qualidade do BPF. “Vale a pena se enquadrar, pois organiza a rotina na propriedade”, sintetizou.

 

 

 

TEXTO – Éderson Moisés Käfer e Leandro Augusto Hamester

MAIS NOTÍCIAS

Todos os direitos reservados à Cooperativa Languiru | SAC: 0800 51 5453 | sac@languiru.com.br
Attitude