Notícias

Municípios compartilham projetos e destacam investimentos no setor primário

21/02/2017

A Cooperativa Languiru exerce papel de protagonismo no desenvolvimento econômico e social do Vale do Taquari. O estreitamento de parcerias com administrações municipais, vista a regionalização do quadro social e a localização das unidades estratégicas de negócios, é imprescindível para a continuidade do projeto da cooperativa.

Por outro lado, encontrar soluções que gerem desenvolvimento para os municípios da região e compartilhar projetos voltados para o agronegócio também têm motivado a visita de lideranças políticas à Languiru. São gestores públicos em busca de novas perspectivas para as suas localidades, por entenderem que o cooperativismo é o sistema de desenvolvimento econômico mais equilibrado.

Nesse contexto, nos meses de janeiro e fevereiro a cooperativa recebeu a visita de representantes dos municípios de Teutônia, Westfália, Poço das Antas e Travesseiro. As comitivas foram recebidas, em diferentes momentos, pelo presidente Dirceu Bayer e pelo vice-presidente Renato Kreimeier, em encontro na Sede Administrativa, no Bairro Languiru.

 

Planejamento para as próximas cinco décadas em Teutônia

No dia 20 de janeiro, Bayer recebeu a visita do secretário de Planejamento de Teutônia, Ricardo Wagner. O encontro teve o propósito de debater futuros projetos da cooperativa e promover a troca de informações sobre agronegócio, economia e mercado. O presidente falou dos programas de reestruturação e gestão da cooperativa, além de compartilhar números gerais da Languiru e apresentar projeções para o exercício de 2017.

Bayer esteve reunido com prefeito e equipe técnica da Administração Municipal de Teutônia (Foto: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Teutônia)
Bayer esteve reunido com prefeito e equipe técnica da Administração Municipal de Teutônia (Foto: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Teutônia)

Wagner adiantou que já tinha conhecimento de que a cooperativa havia ultrapassado a barreira de R$ 1 bilhão em faturamento. Admite ter ficado impressionado que o crescimento ocorreu num momento de mercado recessivo. “Poucas empresas conseguiram crescer enquanto que a economia, como um todo, vem caindo há muitos anos”, destacou. Entende que a diversificação com o desenvolvimento de produtos de maior valor agregado é um caminho “inevitável” para toda empresa se desenvolver de forma saudável. “A Languiru lançou novos produtos e apresentou outras ações que mostram que a cooperativa vem trilhando este caminho”, acrescentou. Para ele, “o cooperativismo tornou-se uma das mais poderosas ferramentas para sobrevivência dos pequenos”.

O secretário municipal observou que na maioria das administrações públicas percebe-se a falta de planejamento a longo prazo, ou seja, as deliberações são tomadas fundamentalmente na urgência. Neste sentido, prevê como grande desafio construir uma identidade e um plano de longo prazo em Teutônia. “O objetivo é fazer com que todas as decisões estejam focadas numa única visão compartilhada por todos os agentes do Poder Público e toda Municipalidade. Queremos ‘desenhar’ o município para as próximas cinco décadas”, revelou.

Sobre o desafio de assumir a pasta do Planejamento, Wagner entende como um reconhecimento ao trabalho que já desenvolveu no município, além de ser uma oportunidade de transformar sonhos em realidade. “Há muitos anos, desde a realização do Plano de Busca de Futuro Teutônia 20/20, realizado em Teutônia no início deste novo século, sonhamos com muitas coisas para elevarmos nossa cidade a um nível diferenciado diante da realidade brasileira”, concluiu.

Wagner (d) se disse admirado com o crescimento da cooperativa mesmo com o recesso da economia (Fotos: Éderson Moisés Käfer)
Wagner (d) se disse admirado com o crescimento da cooperativa mesmo com o recesso da economia (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

Outra visita relacionada a Teutônia ocorreu dia 26 de janeiro, quando o prefeito Jonatan Brönstrup esteve na Sede Administrativa da Languiru. O chefe do Executivo Municipal foi acompanhado pela responsável do setor de ICMS, Marlise Pletsch, pelo assessor de fiscalização do ICMS, Silvino Huppes, e pelo subsecretário da Fazenda, José Carlos Morbach. A comitiva foi recebida pelo presidente Dirceu Bayer.

 O encontro foi pautado pelo repasse de informações técnicas que possam ajustar tributos, aumentando a pontuação como valor agregado, sem qualquer tipo de ônus para as empresas. Brönstrup debateu sobre as parcerias com as cooperativas e empresas dentro do seu processo de gestão. “Estaremos sempre de portas abertas às nossas empresas e não vamos medir esforços para um trabalho em sintonia, fortalecendo nossas indústrias, nosso comércio e aumentando o retorno para nosso município”, justificou.

 

“Queremos estreitar os laços com a Languiru”

No dia 30 de janeiro, quem esteve na Sede Administrativa da Languiru foram representantes do município de Travesseiro. O prefeito Genésio Hofstatter veio acompanhado do líder comunitário Aurio Scherer e do agricultor Vilson Cornelius, que foram recebidos pela direção da cooperativa. Além de assistirem ao vídeo institucional, os visitantes conheceram alguns números e projetos que estão sendo elaborados pela Languiru. Travesseiro é um município que conta com mais de 30 propriedades de associados da cooperativa, entre produtores de aves, leite e suínos.

Travesseiro propôs fortalecer a parceria com a cooperativa no setor primário
Travesseiro propôs fortalecer a parceria com a cooperativa no setor primário

O presidente Dirceu Bayer observou que a cooperativa está estudando a criação de alternativas para viabilizar pequenos produtores rurais, ou seja, diversificar ainda mais a renda na pequena propriedade rural. O vice-presidente Renato Kreimeier compartilhou números relacionados ao fomento e à área comercial. “Por dia, produzimos 735 mil quilos em alimentação humana e mais 1,4 milhão de quilos em alimentação animal”, ressaltou. Kreimeier acrescentou que a cooperativa trabalha para agregar renda ao produtor rural e combater o êxodo rural por meio das diversas opções de negócios oferecidas pela Languiru.

Hofstatter agradeceu a oportunidade de se inteirar sobre alguns números da cooperativa e se impressionou com o fato dela exportar carnes de aves e suínos para mais de 40 países. “Com certeza, não existem mais fronteiras para a Languiru”, afirmou. O prefeito lembrou que Travesseiro vem criando alternativas para desenvolver o setor primário, como, por exemplo, programa de terraplanagem voltado à avicultura e à suinocultura. “Queremos estreitar os laços com a Languiru. Quem sabe, num futuro próximo, desenvolver uma parceria em alguma nova atividade, já que temos um grande número de associados produtores de aves, leite e suínos. A necessidade por alimentos nunca vai cessar”, destacou.

 

A Languiru tem vocação para inserir a agricultura familiar no mercado

No dia 08 de fevereiro, lideranças de Poço das Antas foram recebidas na Languiru. O técnico chefe do Escritório Municipal da Emater/Ascar-RS, Ricardo Henrique Cord, e o secretário municipal da Agricultura e Meio Ambiente, Laércio Aloisio Flach, foram recebidos pelo vice-presidente Renato Kreimeier.

Cord reiterou que Poço das Antas pretende continuar sendo parceiro da Languiru em futuros projetos, em especial aqueles que visam a diversificação da renda e comercialização de produtos das propriedades rurais. O técnico também pediu apoio da cooperativa para viabilizar um novo projeto socioassistencial da Emater e da Secretaria Municipal da Agricultura. A meta é estimular a permanência dos jovens no campo, ou seja, criar um novo modelo de desenvolvimento rural. “A Administração Municipal, a extensão rural, os sindicatos e as cooperativas têm o compromisso social de implementar novos projetos que atendam à demanda da população que vive no campo”, sintetizou.

Lideranças de Poço das Antas mostraram projeto que visa incentivar a permanência dos jovens na propriedade rural
Lideranças de Poço das Antas mostraram projeto que visa incentivar a permanência dos jovens na propriedade rural

Cord observou que a juventude deve ter acesso a políticas, bens e serviços públicos que garantem condições dignas para consolidar a perspectiva de qualidade de vida. No entanto, lembrou que as propostas necessitam ser econômica e ambientalmente viáveis. “A Languiru é uma entidade com vocação, referência técnica e social capaz de inserir a agricultura familiar no mercado, oportunizando meios para que tenham acesso a conhecimento e novas tecnologias relacionadas à produção”, argumentou.

Cord e Flach também sondaram a possibilidade de agregar novos produtores à cooperativa, uma vez que a agricultura em Poço das Antas se caracteriza pelas pequenas propriedades rurais. Da mesma forma, ambos ressaltaram o papel crucial que a cooperativa exerce no município, por meio do apoio prestado aos associados e geração de empregos no Supermercado Languiru e no Frigorífico de Suínos.

Kreimeier reiterou que a cooperativa busca se aproximar das municipalidades para que prossigam o desenvolvimento das pequenas propriedades rurais e o trabalho de permanência do jovem no campo. Cordial, o vice-presidente também agradeceu a visita dos representantes de Poço das Antas. “A Languiru procura ir ao encontro dos municípios e, de uma forma especial, aos produtores associados, com o intuito de viabilizar investimentos nas produções de aves, leite e suínos”, frisou.

Westfália pretende comemorar vagas

No dia 15 de fevereiro o vice-presidente da Languiru, Renato Kreimeier, recebeu comitiva do município de Westfália na Sede Administrativa da cooperativa. O grupo esteve composto da vice-prefeita, Ivanete Horst Grave, do secretário da Agricultura e Meio Ambiente, Vitor Cristiano Ahlert, e do técnico em agropecuária da Emater/Ascar-RS, Marcelo Müller.

Kreimeier debateu sobre agronegócio com representantes de Westfália
Kreimeier debateu sobre agronegócio com representantes de Westfália

Kreimeier parabenizou o trabalho da Municipalidade, assim como da Emater na prática da extensão rural. Além disso, lembrou que o município sempre teve papel estratégico dentro da cooperativa, em função do expressivo número de associados e por sediar o Frigorífico de Aves da Languiru, planta industrial que abate 115 mil frangos por dia.

TEXTO – Éderson Moisés Käfer e Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Clinic Care

Farmácias Languiru oferecem serviços especiais aos associados e clientes

Campanha

Languiru e Shopping Lajeado realizam promoção que sorteia R$ 34 mil em vales-compras

Futuro no campo

Languiru recebe inscrições para terceira edição do Programa de Sucessão Familiar

Inovação

Lançamento de plataforma digital para o agro ocorre no dia 20 de abril

Melhoramento genético

Chegou versão atualizada do Catálogo de Touros

Sucessão Rural

A satisfação pelo trabalho motiva os jovens a seguirem no agronegócio familiar

Inovação RS

Leite Languiru Origem é destaque em alimentos e bebidas premium

Desempenho

Em assembleia digital, Languiru apresenta faturamento histórico de R$ 1,8 bilhão

Imposto de Renda

Cooperativa disponibiliza Informe de Rendimentos aos associados

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.