Notícias

Mérito Lojista – “Oscar” do varejo gaúcho reconhece qualidade da Languiru

13/12/2017

A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS) proporcionou uma noite que não será esquecida tão cedo por personalidades e empresas do Estado. No dia 07 de dezembro, a entidade reconheceu a excelência do trabalho desenvolvido por lideranças e organizações do varejo gaúcho, tendo por local o Centro de Eventos do Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre.

Bayer (e) recebeu troféu das mãos do presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

O Prêmio Mérito Lojista foi entregue para 34 empresas agraciadas nas categorias de Alimentos, Bazar, Bebidas, Calçados, Churrascaria, Comunicação, Equipamentos, Higiene Pessoal, Material de Limpeza, Móveis, Papelaria e Serviços. Nesse seleto grupo de premiados, a Cooperativa Languiru recebeu o prêmio de cooperativa mais lembrada na Categoria Alimentos, evidenciando toda a confiança que conquistou no mercado gaúcho. A premiação foi recebida pelo presidente Dirceu Bayer, que esteve acompanhado do vice-presidente Renato Kreimeier, do diretor-administrativo Euclides Andrade, do gerente de negócios Fabiano Leonhardt, da contadora Carla Fabiana Gregory, do gerente de vendas Airton José Prediger, do gerente de varejo Robson Luís Souza e do gerente de supermercados Vitor Claus Dahmer.

Presidente Dirceu Bayer (e) e vice-presidente Renato Kreimeier (d) com o governador José Ivo Sartori e a primeira-dama do Estado

Na cerimônia, também foi entregue o prêmio QComércio nas categorias Bronze, Prata, Ouro e Safira. Da mesma forma, foi entregue a condecoração Personalidade Mérito 2017 para os destaques Empresa Varejista, Comunicação, Jurídica, Dirigente Empresarial, Parlamentar, Empreendedor, Gestão Pública, Gestão Esportiva e Educandário.

Considerado o “Oscar” do varejo gaúcho, o Prêmio Mérito Lojista também foi prestigiado pelo governador do Estado, José Ivo Sartori. Outro ponto que marcou o evento foi o brinde especial à celebração dos 45 anos da FCDL-RS.

 

Reconhecimento

 

Em entrevista aos meios de comunicação, Bayer lembrou que a Languiru procura estar mais perto de seus clientes por meio das Centrais de Distribuição (CDs), que agilizam o atendimento e ficam próximas aos grandes centros. O presidente da cooperativa entende que o prêmio vem complementar uma série de reconhecimentos endereçados à Languiru. “É uma honra receber este prêmio, num momento histórico da Languiru. Ele reconhece a cooperativa como empresa séria, de renome nacional e internacional, presente em diferentes regiões do Brasil e exportando para cinco continentes”, complementou.

Entidade reconheceu a excelência do trabalho desenvolvido por lideranças e organizações do varejo gaúcho

Bayer frisou que o cooperativismo tem tido papel fundamental no Vale do Taquari e no posicionamento da Languiru entre as maiores empresas do Rio Grande do Sul. “Esse modelo faz com que o resultado do trabalho permaneça na região, com a distribuição de sobras aos associados. Primamos pelo crescimento sustentável.”

 

“Precisamos ser práticos e efetivos”

 

O presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, classificou os laureados como “ícones” para a sustentabilidade econômica do varejo gaúcho. Identificou os fornecedores premiados como “exemplos” na busca do desenvolvimento do Rio Grande do Sul. “O varejo gaúcho reagiu e serve de exemplo para o país, uma vez que fecharemos o ano com crescimento de 13,4% nas vendas”, festejou, reforçando o poder de flexibilidade do comércio, “que reagiu e conseguiu estagnar o fechamento de lojas em 2017. Foram três anos de recessão e empobrecimento em função da política errônea adotada no país”.

Presidente Koch parabenizou direção, colaboradores e associados da Languiru pelo prêmio

Koch observou que a retomada do crescimento da economia brasileira passa por decisões estratégicas, firmes e coerentes. Citou países que tomaram decisões duras que penalizaram a sociedade num primeiro momento, no entanto, colheram resultados logo em seguida. “Gestor eficiente é aquele que faz a sua gestão com poucos recursos. Precisamos ser práticos e efetivos”, sintetizou.

Para o presidente da FCDL, o setor privado deve reivindicar decisões que retomem o crescimento do país. Apontou que as nações emergentes cresceram 41% e o Brasil 2,5% em 2017. “Isso significa que não somos competidores e nossa indústria está sucateada. Temos problemas enormes pela frente, mas que podem ser resolvidos”, projetou.

 

 

 

TEXTO – Éderson Moisés Käfer e Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Meteorologia

Perspectivas do clima para o planejamento da lavoura serão pauta de encontro de associados

Grãos e hortifrúti

Languiru sela parceria com a Philip Morris

Dia do Colono e do Motorista

No campo, a tecnologia. Na estrada, a fé

Gratidão ao cooperativismo

“Eu sei mais ou menos como é o céu, é tão bonito, tão leve”

Tecnologia

Aplicativo reúne e fornece informações sobre captação de leite na propriedade rural

Dia C

Languiru lança segunda edição de projeto de gastronomia direcionado a comunidades carentes

Gestão e Liderança Cooperativa

Languiru inicia nova edição de curso previsto no Estatuto e Sistema de Governança

Expansão

Cooperativa Languiru inicia coleta de leite na Região Sul do Estado

Segurança pública

Languiru auxilia nas reformas do Presídio Estadual de Lajeado

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.