Notícias

Mães influenciam gerações e transmitem os valores do cooperativismo

09/05/2019

Elas cuidam dos afazeres domésticos, ordenham e criam lotes de aves e suínos; elas comercializam produtos, atendem clientes em unidades de varejo e fazem delícias para todos provarem; elas tiram notas, resolvem entraves contábeis e gerenciam equipes em diferentes unidades. No dia 12 de maio comemoramos o Dia das Mães, data especial para repensarmos sobre o que elas representam para a sociedade. A Cooperativa Languiru reconhece sua evolução ao longo de 63 anos também graças ao envolvimento de muitas mães que trabalharam, que continuam lutando e que seguirão persistentes no campo e na cidade.

                  

“Os incentivei a estudar, trabalhar e poupar dinheiro”

 

Maria Paulina Petter (81) cresceu em uma propriedade rural localizada em Linha Delfina, município de Estrela. Desde cedo, aprendeu com seus pais a ser uma pessoa independente e de caráter íntegro. Passou a infância numa propriedade que criava animais como vacas e galinhas, além do plantio de batata doce, feijão e milho.

Maria estimulou o filho e o neto Guilherme (ao fundo) a se tornarem associados da cooperativa (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

Na fase adulta, Maria casou-se com José Sênio Petter e passou a morar na propriedade dos sogros, também localizada em Linha Delfina. Plantavam cana-de-açúcar e mandioca e criavam bovinos e suínos. O casal teve oito filhos que cresceram em meio à vida no campo. “Os incentivei a estudar, trabalhar e poupar dinheiro. Eles sempre obedeceram”, orgulha-se.

A Cooperativa Languiru apareceu na vida do casal nos anos 70, quando começaram a vender a produção de leite. “O pagamento era pontual e já era maior do que o da empresa anterior”, recorda. O filho Nelson Petter acabou ficando na propriedade rural e decidiu se associar depois que a cooperativa pediu para a família aumentar a pocilga, que tinha capacidade para 100 animais. “Ele começou a focar mais na produção de suínos e construiu três pocilgas”, conta.

Maria decidiu assumir a matrícula do marido após o seu falecimento, visto que planta milho em uma área de cinco hectares. Estava determinada a ser sócia da cooperativa. “Eu me orgulho de ser associada pois sempre fomos bem atendidos pela Languiru. Em fevereiro, estes cinco hectares renderam 900 sacas de milho e estocamos tudo na Fábrica de Rações”, comemora.

A associada observa que a cooperativa cresceu muito desde os primeiros contatos e enaltece o modelo de administração. “Sempre sou muito bem tratada quando vou no Departamento Técnico. Eu e minha nora também costumamos participar do Dia das Mães Associadas da Languiru. É muito lindo”, afirma.

Maria tem o espírito cooperativista tão enraizado em sua família que, indiretamente, deu um “empurrãozinho” para que o seu neto Guilherme se tornasse sócio da Languiru. “Hoje, ele administra lotes de suínos”, elogia, acrescentando que é essencial transmitir amor para os filhos e para os netos. “Atualmente está difícil para exercer o papel de mãe. As influências ruins estão soltas no mundo”, alerta.

 

“É reescrever a nossa história para um novo ser”

Margit e o filho Rafael trabalham em setores diferentes na Sede Administrativa da Languiru

 

Margit Wallauer (55) exerce a função de operadora de sistemas de informática na Sede Administrativa da Cooperativa Languiru. Viveu a infância e a adolescência em Teutônia. Filha de um marceneiro e de uma agricultora, salienta princípios que foram transmitidos por seus pais, como ser gentil, respeitar o próximo e crer em Deus. “Me deram estudo até o Ensino Médio, me amaram e me ajudaram em tudo que eu precisasse. Graças a Deus, ainda tenho meu pai de 93 anos e minha mãe de 87, ambos lúcidos e com saúde, dentro das limitações da idade. Devo tudo a eles”, agradece.

Margit é mãe de dois “guris”, um de 31 e outro de 26 anos. Destaca que procurou repassar aos seus filhos os valores que aprendeu com os seus pais. “Sempre os ensinei a respeitar o próximo, a estudar e a trabalhar com dignidade”, menciona. Classifica como um “marco na vida” ter se tornado mãe, explicando que a partir disso aprendeu o verdadeiro significado de amar, compreender, se dedicar e se esforçar sem medidas para ajudar e proteger seus filhos.  “É reescrever a nossa história para um novo ser, mais humano, solidário e mais feliz. Eu adoro ser mãe”, sintetiza.

 

3º Almoço em Homenagem às Mães

 

No dia 30 de maio a Cooperativa Languiru realiza seu tradicional evento em homenagem às mães, com almoço festivo e programação especial na Associação dos Funcionários da Languiru, em Teutônia.

Evento em homenagem às mães reuniu mais de 350 pessoas na edição de 2018 (Foto: Leandro Augusto Hamester)

O evento inicia às 09h30min e uma das atrações será a palestra motivacional da psicóloga Fernanda Tochetto, especialista em prosperidade. Idealizadora do método “Ricas Mulheres, a Escalada da Prosperidade!”, a profissional tem por objetivo inspirar as pessoas a transformarem seus resultados pessoais e profissionais e impactar vidas por meio do conhecimento, das experiências e dos resultados.

O convite se estende para associadas, esposas, filhas, noras e mães associadas que residam na propriedade com produção para a Languiru. O cartão-almoço, com investimento de R$ 10,00 por pessoa, pode ser reservado até o dia 29 de maio junto ao Departamento Técnico da Languiru pelos fones (51) 3762-5647 ou 0800-645-3062. A aquisição e retirada dos cartões pode ser efetuada no Departamento Técnico, nos Supermercados Languiru (Bairro Canabarro, Poço das Antas, Bom Retiro do Sul, Arroio do Meio e Cruzeiro do Sul) e nas lojas Agrocenter Languiru (Cruzeiro do Sul e Venâncio Aires). No dia do evento não haverá venda de cartões, somente a retirada dos cartões reservados.

 

 

 

TEXTO – Éderson Moisés Käfer e Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Dia do Colono e do Motorista

No campo, a tecnologia. Na estrada, a fé

Gratidão ao cooperativismo

“Eu sei mais ou menos como é o céu, é tão bonito, tão leve”

Tecnologia

Aplicativo reúne e fornece informações sobre captação de leite na propriedade rural

Dia C

Languiru lança segunda edição de projeto de gastronomia direcionado a comunidades carentes

Gestão e Liderança Cooperativa

Languiru inicia nova edição de curso previsto no Estatuto e Sistema de Governança

Expansão

Cooperativa Languiru inicia coleta de leite na Região Sul do Estado

Segurança pública

Languiru auxilia nas reformas do Presídio Estadual de Lajeado

Curso de Sucessão Familiar

“Eu quero ficar aqui, seguir em frente, investir e aumentar a produtividade”

Agrocenter

Languiru investe em loja modelo para o segmento de máquinas e implementos agrícolas

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.