Notícias

Líderes de Núcleo conhecem processos da Fábrica de Rações

24/10/2017

No dia 20 de outubro a Cooperativa Languiru reuniu líderes e representantes dos 57 núcleos de associados, distribuídos nos municípios de sua área de atuação e com integrantes do seu quadro social. O encontro ocorreu na Associação dos Funcionários da Languiru e foi coordenado pelo presidente Dirceu Bayer e vice-presidente Renato Kreimeier.

Grupo conferiu andamento das obras de construção do silo secador junto à Fábrica de Rações (Fotos: Leandro Augusto Hamester)

Na ocasião, Bayer falou do momento econômico da cooperativa, além de abordar estratégias e perspectivas para o atual exercício. Também agradeceu a participação dos associados nas atividades da Languiru e enalteceu a transparência nas ações. “Os líderes de Núcleo são nosso ‘braço’ nas comunidades onde a Languiru conta com associados. Essa união de esforços, sempre procurando fazer o melhor pela cooperativa, é essencial e marca o programa de reestruturação iniciado há 15 anos, nos proporcionando bons resultados, superando crises e obstáculos. Precisamos, todos, trabalhar para preservar o patrimônio da cooperativa e dos próprios associados nas suas propriedades”, frisou.

Diretor-administrativo Euclides Andrade (d) e contadora Carla Gregory apresentaram o desempenho econômico e financeiro da cooperativa até o mês de agosto

Nesse contexto apresentou programa de visitas guiadas de associados e seus familiares às unidades industriais da Languiru, iniciado no dia 24 de outubro. “Os associados precisam conhecer o patrimônio do qual são donos, por isso estamos proporcionando esse ciclo de visitas à Indústria de Laticínios e à Central de Distribuição Vale do Taquari, em Teutônia, ao Frigorífico de Aves, em Westfália, e ao Frigorífico de Suínos, em Poço das Antas”, anunciou Bayer.

 

Desempenho

 

A contadora da Languiru, Carla Gregory, e o diretor-administrativo, Euclides Andrade, apresentaram o desempenho econômico e financeiro da cooperativa até o mês de agosto. Entre outros números, destacaram os créditos de impostos. “São valores significativos que integram o balanço da Languiru”, explicou Carla, ressaltando ainda a evolução dos índices de liquidez neste período.

Gerente de negócios da Fábrica de Rações, Joel Girardello

Euclides Andrade apresentou tabelas comparativas com exercícios anteriores e detalhou o desempenho dos diferentes segmentos de negócios da Languiru, considerando o Frigorífico de Aves, o Frigorífico de Suínos, a Fábrica de Rações, os postos de combustíveis, os supermercados e lojas Agrocenter, além das centrais de distribuição.

Falando do atual cenário econômico e político brasileiro, Bayer destacou o excelente resultado para o setor de carnes, especialmente no setor de suínos, com bom desempenho também nas aves, e lamentou as grandes dificuldades do setor leiteiro, principalmente no que se refere à importação de leite em pó do Uruguai. “A economia brasileira está reagindo muito lentamente e nosso melhor desempenho está baseado na redução de custos de produção, e não necessariamente no volume de compra de alimentos por parte da população, embora tenhamos uma expectativa de melhora quanto a isso”, concluiu o presidente, mencionando ainda negociações de parcerias.

Nessa mesma linha, o vice-presidente Renato Kreimeier reafirmou a importância do diálogo. “Somos muito transparentes na Languiru, precisamos e gostamos de ouvir as diferentes opiniões, cuidando bem da cooperativa que é dos associados. Todos são responsáveis pelo bom desempenho da Languiru”, acrescentou.

Líderes de Núcleo conheceram as instalações e processos de produção da Fábrica de Rações da Languiru, em Estrela

 

Visita

 

A programação seguiu com visitação dos líderes de Núcleo à Fábrica de Rações da Languiru, em Estrela. O gerente de negócios da unidade, Joel Girardello, apresentou dados e falou da infraestrutura fabril, que conta atualmente com 160 colaboradores e oito aprendizes. Também detalhou ações de resultado, área de atuação, foco no custo de produção, nas despesas com vendas e na qualidade. “O produto que chega às propriedades dos associados e clientes deve estar dentro dos padrões de qualidade para a nutrição animal”, frisou.

A unidade produz, hoje, cerca de 32 mil toneladas de rações por mês, crescimento médio de 4% com relação ao último exercício, com a expedição de 280 pedidos de ração diariamente, movimentando 112 caminhões por dia. Durante a visitação, acompanhada por colaboradores de diferentes setores da Fábrica de Rações, os líderes de Núcleo conheceram todo processo de produção e puderam esclarecer dúvidas, além de visualizarem o andamento da obra de construção do novo silo secador junto à unidade.

 

 

 

TEXTO – Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Fórum Tecnológico do Leite

Gerenciamento da propriedade fecha ciclo de palestras online

Fórum Tecnológico do Leite

Segunda noite do evento debate sistemas produtivos

66 anos

Cooperativa promove campanha exclusiva para associados

Fórum Tecnológico do Leite

Gestão reprodutiva do rebanho pauta primeira noite do evento

Comitê Mulheres Cooperadas

Saúde da mulher será tema de palestra no dia 27 de outubro

Temporada de Prêmios Languiru

Ganhadores do primeiro sorteio recebem premiação

Cadeia leiteira

Fórum Tecnológico do Leite traz ciclo de palestras online

Temporada de Prêmios Languiru 2021

Sorteados primeiros vales-compras e motocicleta

“Somos penta”

Prêmio Exportação RS reconhece trabalho da Languiru no segmento alimentos

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.