Notícias

Languiru recebe delegações da China

23/12/2014

No mês de dezembro a Cooperativa Languiru recebeu a visita de duas delegações chinesas. A primeira delas, no dia 02, foi composta por autoridades da província de Heilongjiang, liderada pelo vice-governador da região, Hao Huilong. O grupo, em missão governamental pelo Estado, buscou informações e avaliação de oportunidades de cooperação nas áreas da agroindústria, energia, educação e infraestrutura.

Na Languiru os chineses visitaram a Indústria de Laticínios, em Teutônia, oportunidade para conhecerem a tecnologia empregada no parque industrial e provarem alguns produtos lácteos, em especial o leite, o iogurte Fruitness e o achocolatado Chocolan.

Autoridades da província de Heilongjiang, liderada pelo vice-governador da região, Hao Huilong (e), visitaram a Indústria de Laticínios da Languiru, em Teutônia (Fotos: Leandro Augusto Hamester)
Autoridades da província de Heilongjiang, liderada pelo vice-governador da região, Hao Huilong (e), visitaram a Indústria de Laticínios da Languiru, em Teutônia (Fotos: Leandro Augusto Hamester)

O foco comercial dos chineses na visita à cooperativa foi o leite e pó, produzido pela Languiru em parceria com a Cooperativa Central Gaúcha de Leite (CCGL), na planta industrial instalada em Cruz Alta.

O grupo esteve acompanhado pelo assessor da Secretaria de Infraestrutura e Logística do Estado, David Chen; pelo assessor de Relações Internacionais do Estado, Espártaco da Rocha Dutra; assessores do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Milton Antônio Zagonel, Ângelo Guido Menegati e Sérgio Luís Feltraco. Entre os chineses, além do vice-governador executivo, também estiveram o diretor do Escritório de Relações Internacionais, Xu Guangming; secretário da Fazenda, Gao Dawei; secretária de Educação de Ensino Superior, Yin Xiaolan; secretário de Administração das Fazendas Estatais e de Agricultura, Zhou Haoxun; e diretora do Escritório de Relações Internacionais, Niu lihong.

A comitiva foi recebida pelo vice-presidente da Languiru, Renato Kreimeier, acompanhado de representantes da trading internacional Four Import Export, Marco Antônio Isse e Cristiano Conceição – empresa especializada em exportação e responsável pela negociação da Languiru com o mercado externo -, além de colaboradores da Indústria de Laticínios e dos Frigoríficos de Aves e Suínos da Languiru.

No mesmo dia, eles também estiveram com o governador do Estado, Tarso Genro. Naquela ocasião, o líder da delegação, Hao Huilong, destacou o interesse na aproximação com os gaúchos, principalmente na produção da soja, leite, petróleo e intercâmbio acadêmico. “Iniciamos uma relação com o Rio Grande do Sul quando da nossa vinda em 2010 para a Expointer, e já temos um processo de cooperação estabelecido com a UFRGS. Acreditamos que, neste momento de protagonismo das economias emergentes, Brasil e China devem estreitar ainda mais seus vínculos”, afirmou.

 

Heilongjiang

 

A Província de Heilongjiang está localizada no extremo nordeste do território chinês, abrange uma área de 473.000 km², na fronteira com a Rússia. A população está em torno de 39 milhões de habitantes. A província tem um perfil econômico semelhante ao do Rio Grande do Sul, é a maior produtora de grãos e carne da China. Um quarto de todo o comércio chinês com a Rússia é feito via Heilongjiang.

Vem mantendo índices de crescimento do PIB em torno de 11,5% nos últimos anos, atingindo a marca de US$ 200 bilhões. No setor industrial destaca-se a petroquímica e as máquinas agrícolas. A província é sede do campo de petróleo de Daqing, o maior campo de petróleo da China, e também de uma fábrica da Embraer na sua capital. São também responsáveis por 40% da produção de asfalto para pavimentação do país.

Grupo também conheceu o Laboratório de Controle de Qualidade da Indústria de Laticínios
Grupo também conheceu o Laboratório de Controle de Qualidade da Indústria de Laticínios

As fazendas de Heilongjiang têm o maior nível de mecanização de todas as províncias da China. O relevo de numerosas montanhas, rios e abundantes recursos minerais coloca a província com grande potencial de desenvolvimento na extração de madeira e minérios.

Entre os principais produtos exportados estão máquinas e eletrônicos, roupas, plástico, aço, sapatos e produtos agrícolas. Nas importações, se destacam o petróleo cru, fertilizantes, madeira, minério de ferro e pasta de papel. Além disso, a província tem um programa de incentivo à modernização da agricultura para indústrias nacionais e estrangeiras, existindo boas oportunidades no mercado de máquinas agrícolas.

 

Plataforma Sino-Brasileira de Facilitação do Comércio e Investimentos

 

No dia 03 de dezembro outra delegação chinesa visitou o Frigorífico de Aves da Cooperativa Languiru, no município de Westfália. A comitiva cumpriu agenda de visitas técnicas pelo interior do Rio Grande do Sul, na missão de implantação da Plataforma Sino-Brasileira de Facilitação do Comércio e Investimentos.

Conforme a coordenadora da Articulação Internacional da Secretaria do Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI) do Governo do Estado, Mariela Espíndola Longoni Klee, a missão chinesa busca o fortalecimento e ampliação das relações comerciais e dos investimentos do Brasil com a China, em especial as empresas e cooperativas gaúchas com a municipalidade de Shenzhen.

Recebidos pelo vice-presidente da Languiru, Renato Kreimeier, os chineses elogiaram a base produtiva da cooperativa, o acesso ao crédito e à educação, os benefícios oferecidos pela Languiru ao seu quadro social e a diversidade de negócios da cooperativa.

Missão de implantação da Plataforma Sino-Brasileira de Facilitação do Comércio e Investimentos conheceu o Frigorífico de Aves da Languiru, em Westfália
Missão de implantação da Plataforma Sino-Brasileira de Facilitação do Comércio e Investimentos conheceu o Frigorífico de Aves da Languiru, em Westfália

Na visita ao Frigorífico de Aves, mostraram-se bastante satisfeitos com a qualidade dos produtos e processos de fabricação.

A delegação chinesa contou com representantes da Casic Shenzhen e China Citic Bank (ambas estatais federais) e Shenzhen Agricultural Products (estatal da municipalidade de Shenzhen), acompanhados ainda do presidente do Badesul, Marcelo Lopes. “A China precisa de alimentos, e o Brasil é um grande produtor”, avaliou o gerente-geral da Casic Shenzhen International Business, Zhu Zhengguang.

 

Languiru é parceira da Plataforma Internacional            

 

A proposta da Plataforma Sino-Brasileira de Facilitação do Comércio e Investimentos começou a ser construída a partir de Missão do Sistema de Desenvolvimento do RS à China, em dezembro de 2013. Em julho de 2014 o governador Tarso Genro assinou um Memorando de Entendimento, estabelecendo o consórcio que forma a parte brasileira do projeto, integrado pelas secretarias de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI), Fazenda (SEFAZ), Agricultura, Pecuária e Agronegócio (SEAPA) e, naquela oportunidade, quatro cooperativas gaúchas, entre elas a Cooperativa Languiru – hoje a iniciativa conta com a parceria de seis cooperativas gaúchas.

A ação tem por objetivo apoiar, por meio de medidas práticas – como identificação de produtos, certificação, exposição, agilidade e comunicação -, a incursão das empresas gaúchas no mercado chinês, especialmente na zona de livre comércio de Xangai.

O presidente da Languiru, Dirceu Bayer, se disse feliz com a oportunidade de acesso ao mercado chinês. “Percebemos o interesse do governo, que enxergou nosso potencial. Queremos agarrar essa oportunidade para o nosso produto. Estávamos tentando ingressar no mercado chinês há mais de dois anos.”

A principal motivação para parceria está na ampliação do comércio com a China, de forma a agregar valor aos produtos para exportação, possibilitar a exportação de pequenas e médias empresas e também o desenvolvimento de produtos específicos para o mercado chinês, além de atrair investimentos para o Rio Grande do Sul.

O presidente do Badesul, Marcelo Lopes, espera a consolidação da Plataforma ainda no primeiro trimestre de 2015, com a implantação de escritórios comerciais no Rio Grande do Sul e em Shenzhen. Para Lopes, um dos principais desafios será facilitar o acesso dos produtos brasileiros à China, já que o país costuma dificultar a habilitação de empresas ao seu mercado. A coordenadora da Articulação Internacional da SDPI, Mariela Klee, destacou que a demanda da China por alimentos representa um mercado promissor para o Rio Grande do Sul. “O consumidor chinês confia mais nos produtos estrangeiros do que nos locais. Além disso, marcas de fora significam status”, explica ela.

A vinda da delegação chinesa é um desdobramento destas ações e tem como finalidade avançar na discussão do modelo de negócios e das futuras operações.

 

 

 

 

TEXTO – Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Fórum Tecnológico do Leite

Gerenciamento da propriedade fecha ciclo de palestras online

Fórum Tecnológico do Leite

Segunda noite do evento debate sistemas produtivos

66 anos

Cooperativa promove campanha exclusiva para associados

Fórum Tecnológico do Leite

Gestão reprodutiva do rebanho pauta primeira noite do evento

Comitê Mulheres Cooperadas

Saúde da mulher será tema de palestra no dia 27 de outubro

Temporada de Prêmios Languiru

Ganhadores do primeiro sorteio recebem premiação

Cadeia leiteira

Fórum Tecnológico do Leite traz ciclo de palestras online

Temporada de Prêmios Languiru 2021

Sorteados primeiros vales-compras e motocicleta

“Somos penta”

Prêmio Exportação RS reconhece trabalho da Languiru no segmento alimentos

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.