Notícias

Languiru oferece programa de qualificação para a sucessão familiar

28/10/2013

Desenvolver conhecimentos de gestão com jovens produtores rurais cooperativados; gerar informações gerenciais por meio da implantação de sistemas informatizados de gestão de custos em propriedades; capacitar novos empreendedores rurais na gestão de negócios agropecuários existentes; e auxiliar na promoção da sucessão nas propriedades rurais. Esses são os objetivos do Programa de Sucessão Familiar oferecido pela Cooperativa Languiru aos jovens associados e filhos de associados na sua área de atuação.

Programa da Cooperativa Languiru busca capacitar novos empreendedores rurais na gestão de negócios agropecuários e auxiliar na promoção da sucessão familiar nas propriedades rurais (Foto: Leandro Augusto Hamester)
Programa da Cooperativa Languiru busca capacitar novos empreendedores rurais na gestão de negócios agropecuários e auxiliar na promoção da sucessão familiar nas propriedades rurais (Foto: Leandro Augusto Hamester)

O programa foi apresentado oficialmente no mês de outubro, por ocasião do 4º Encontro de Jovens Associados da Languiru. A formação é gratuita, o período de inscrições se estende até o dia 22 de novembro e as mesmas podem ser efetuadas no Departamento Técnico da cooperativa ou com os profissionais do setor.

Conforme o consultor em gestão de empreendimentos rurais e em pesquisa, Lucildo Ahlert, que será o docente do curso, o programa pretende auxiliar os jovens associados a fazerem seus próprios projetos, com ajuda dos profissionais do Departamento Técnico da Languiru. “Nosso futuro será o resultado das nossas opções e ações do presente. Esta proposta pode definir um futuro diferente para os jovens que apostam e buscam a realização de seus sonhos. Queremos formar profissionais de resultados e com qualidade de vida. A essência do programa de gestão está no planejamento, na organização, no esclarecimento de dúvidas e no controle.”

 Conteúdo programático

O Programa de Sucessão Familiar da Languiru está dividido em módulos, conciliando teoria e prática, com encontros mensais e visitas sistemáticas a propriedades com a implementação de sistemas informatizados de gestão. Ao todo, serão 26 meses de formação.

A grade curricular irá abordar produção agropecuária e as características de gestão, tecnologias de informações gerenciais para a agropecuária, gestão patrimonial, gestão de custos, gestão de resultados, gestão de projetos, gestão financeira, gestão de pessoas e da sucessão, associativismo, cooperativismo e alianças estratégicas.

O plano operacional de visitas às propriedades geradoras de informações gerenciais prevê instalação das ferramentas, levantamento patrimonial, controle e planejamento dos gastos da propriedade, custos por atividade, receitas e dados da produção por atividade, montagem de projetos, sucessão familiar na propriedade e avaliação final do projeto.

Os participantes que atingirem 75% de presença nos encontros mensais receberão certificado de 80 horas como Formação em Gestão de Empreendimentos Rurais Familiares. Já os participantes representantes das propriedades envolvidas no estudo prático terão direito a certificado de 240 horas como Formação e Implantação da Gestão de Empreendimentos Rurais Familiares.

 Público alvo

O curso destina-se a jovens associados ou filhos de associados, preferencialmente com formação mínima de Ensino Médio, que residam na propriedade, participem das atividades rurais na área de abrangência da Languiru e com idade mínima de 18 anos.

As vagas são limitadas e seis jovens terão suas propriedades escolhidas como fontes geradoras de informações, envolvendo os setores de aves, suínos e leite.

 Languiru mais jovem

“Este trabalho com os jovens associados da Languiru está baseado na perenidade da cooperativa. É a realização de um sonho antigo, num novo momento da Languiru. Acreditamos no potencial dos jovens e buscamos cada vez mais a sua participação e envolvimento nas atividades das propriedades rurais e na cooperativa da qual são donos”, destaca o presidente da Cooperativa Languiru, Dirceu Bayer, que acrescenta: “estamos construindo juntos uma Languiru melhor e maior para todos. Para isso precisamos evoluir e buscar a profissionalização constante na cooperativa e nas propriedades rurais”.

O vice-presidente Renato Kreimeier lembra a redução da idade média do quadro de associados da Languiru, que passou de 58 para 49 anos. “Os jovens são o futuro da Languiru, é pelos jovens que passa a nossa cooperativa nos próximos anos. Hoje, 75% da produção da Languiru vem de propriedades com associados que possuem menos de 50 anos de idade. Por isso acreditamos muito na profissionalização e, para isso, precisamos estudar, ter conhecimento e relacionamento com as pessoas. Só temos lideranças no meio rural graças aos estudos.”

TEXTO – Leandro Augusto Hamester

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Fórum Tecnológico do Leite

Gerenciamento da propriedade fecha ciclo de palestras online

Fórum Tecnológico do Leite

Segunda noite do evento debate sistemas produtivos

66 anos

Cooperativa promove campanha exclusiva para associados

Fórum Tecnológico do Leite

Gestão reprodutiva do rebanho pauta primeira noite do evento

Comitê Mulheres Cooperadas

Saúde da mulher será tema de palestra no dia 27 de outubro

Temporada de Prêmios Languiru

Ganhadores do primeiro sorteio recebem premiação

Cadeia leiteira

Fórum Tecnológico do Leite traz ciclo de palestras online

Temporada de Prêmios Languiru 2021

Sorteados primeiros vales-compras e motocicleta

“Somos penta”

Prêmio Exportação RS reconhece trabalho da Languiru no segmento alimentos

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.