Notícias

Languiru integra comitiva em reunião na Secretaria Estadual dos Transportes

11/03/2016

No início do mês de março o presidente da Cooperativa Languiru, Dirceu Bayer, acompanhado do coordenador administrativo do Frigorífico de Suínos da cooperativa, Jair Schneider, integraram comitiva de lideranças de Teutônia e Poço das Antas que participou de reunião na Secretaria Estadual dos Transportes, em Porto Alegre. O grupo, que ainda teve a participação do prefeito e vice-prefeito de Teutônia, Renato Altmann e Evandro Biondo, respectivamente, e da presidente do Poder Legislativo de Teutônia, vereadora Mareli Lerner Vogel, foi recebido pelo secretário estadual dos Transportes, Pedro Westphalen, e pelo diretor presidente da EGR, Nelson Lídio Nunes.

O encontro teve por objetivo buscar soluções para as situações críticas da ERS-128 (Via Láctea), em especial as travessias de bairros nos trevos de Teutônia, num trecho urbano de cerca de dez quilômetros; pavimentação da Estrada de Linha Ribeiro a Wink Alta; solução para o acesso à Indústria de Laticínios da Languiru, no Bairro Teutônia; e execução dos trevos de acesso ao Frigorífico de Suínos da Languiru, em Poço das Antas, na ERS-419.

Lideranças de Teutônia reivindicam melhorias para a Via Láctea. EGR se comprometeu a analisar situação (Fotos: Lucas Leandro Brune)
Lideranças de Teutônia reivindicam melhorias para a Via Láctea. EGR se comprometeu a analisar situação (Fotos: Lucas Leandro Brune)

A EGR se comprometeu a vir para Teutônia com diretor técnico e engenheiro para fazer um levantamento completo e definir as prioridades. O prefeito de Teutônia, Renato Airton Altmann, lembrou que a rodovia possui 31 anos e desde então não houve melhorias estruturais. “Pedimos medidas emergenciais nos trevos e acesso à Languiru”, salienta. Altmann reforça que o Município já reivindica melhorias na rodovia desde 2000 e dezenas de ofícios e documentos foram encaminhados aos diferentes grupos políticos que governaram o Estado desde então, porém, até hoje, não houve nenhum resultado prático.

O presidente da Cooperativa Languiru, Dirceu Bayer, revelou a preocupação com o acesso à Laticínios, pois “são cerca de 100 carretas e caminhões passando por dia em um local inclinado na ligação com a Via Láctea. É um perigo constante”.

O presidente da EGR, Nelson Lídio Nunes, lembra que a Via Láctea foi repassada à estatal durante o ano passado “e o custo de manutenção não está computado na tarifa. Para resolver todos os problemas seriam necessários R$ 3 milhões”, estima. Como não há essa disponibilidade, Nunes sugere estabelecer prioridades, “pois o governo tem como princípio só iniciar o que pode ser terminado”. Também propôs que os trevos prioritários sejam encaminhados via Corepe.

O secretário Pedro Westphalen explicou que solucionar questões da ERS-128 é mais tranquilo, pois está sob a gerência da EGR. “Temos que fazer um levantamento e uma programação. Se fosse pelo DAER, seria difícil, porque está ligado ao Estado”. Westphalen ainda lembrou do projeto de modernização da EGR, que vai facilitar e agilizar ações de parte da estatal.

Presidente da EGR, Nelson Lídio Nunes (e), e secretário dos Transportes, Pedro Westphalen
Presidente da EGR, Nelson Lídio Nunes (e), e secretário dos Transportes, Pedro Westphalen

O vice-prefeito Evandro Biondo defendeu a necessidade de medidas emergenciais na Via Láctea, considerando que são sete trevos em dez quilômetros, além de dar acesso a outros municípios, como Poço das Antas, Imigrante, Westfália, Boa Vista do Sul e região da Serra.

A presidente da Câmara de Vereadores, Mareli Lerner Vogel, liderou a marcação da audiência e reforçou a preocupação da Casa Legislativa com o quadro. Destacou que Executivo e vereadores são cobrados pelo povo, mas a rodovia é estadual e o Município não tem como agir, ficando reféns da inércia do Estado.

Mais pleitos de Teutônia e Poço das Antas

 

Aproveitando o encontro, Altmann cobrou o cumprimento do Termo de Compromisso assinado pelo Estado em 04 de julho de 2014 para pavimentar a Estrada de Linha Ribeiro a Wink Alta. São cerca de 2,5 quilômetros e investimento de R$ 2 milhões, dos quais R$ 1,5 milhão são responsabilidade do Estado e R$ 500 mil do Município. “Seria uma via alternativa para diminuir o fluxo na Via Láctea, na ligação do Bairro Canabarro a Estrela e Lajeado”, salienta.

Westphalen informou que o Governo do Estado está retomando a sistemática de convênios com municípios para agilizar obras importantes, “porque os trâmites são rápidos e o custo da obra é menor”. Revelou que muitos convênios ficaram parados por questões ambientais e burocráticas. “Precisamos primeiro pagar o passivo, depois retomar”, observou.

Bayer pediu ao Estado a execução dos trevos de acesso ao Frigorífico de Suínos da cooperativa em Poço das Antas, na ERS-419. O Estado já autorizou a implantação dos trevos, todavia, falta a execução. Como o trecho é de responsabilidade do DAER, em função da situação financeira do Estado e pelo alto custo da obra para a prefeitura, não há uma projeção de prazo para a implantação. Westphalen abriu a possibilidade de analisar uma parceria com o Município, “mas é mais complicado por se tratar de DAER”.

TEXTO – Leandro Augusto Hamester e Lucas Leandro Brune

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Fórum Tecnológico do Leite

Gerenciamento da propriedade fecha ciclo de palestras online

Fórum Tecnológico do Leite

Segunda noite do evento debate sistemas produtivos

66 anos

Cooperativa promove campanha exclusiva para associados

Fórum Tecnológico do Leite

Gestão reprodutiva do rebanho pauta primeira noite do evento

Comitê Mulheres Cooperadas

Saúde da mulher será tema de palestra no dia 27 de outubro

Temporada de Prêmios Languiru

Ganhadores do primeiro sorteio recebem premiação

Cadeia leiteira

Fórum Tecnológico do Leite traz ciclo de palestras online

Temporada de Prêmios Languiru 2021

Sorteados primeiros vales-compras e motocicleta

“Somos penta”

Prêmio Exportação RS reconhece trabalho da Languiru no segmento alimentos

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.