Notícias

Languiru comemora melhor resultado da história com faturamento de R$ 845 milhões em 2013

12/03/2014

Na manhã desta quarta-feira, dia 12 de março, a Cooperativa Languiru, de Teutônia, realizou Assembleia Geral Extraordinária e Ordinária. Tendo por local a Associação dos Funcionários da cooperativa, o evento contou com a participação de cerca de 200 pessoas, entre associados, colaboradores, autoridades e representantes de entidades parceiras.

Com a terceira e última convocação às 8h30min, as boas-vindas foram dadas pelo presidente Dirceu Bayer, que definiu o último exercício como um ano muito importante. “Estamos colhendo os frutos dos investimentos e trabalho conjunto realizado ao longo dos últimos anos. Em 2013 a Languiru registrou o melhor resultado de sua história, o que compartilhamos com todos os nossos associados.”

O vice-presidente Renato Kreimeier seguiu a ordem do dia, com apresentação do demonstrativo técnico, cujos dados puderam ser acompanhados pelos associados no telão e no Relatório de Atividades 2013, material especial impresso e distribuído na recepção da Assembleia. “Hoje é um dia especial, num bom momento da Languiru, fruto do trabalho de toda ‘Família Languiru’, formada pelos nossos associados, colaboradores e clientes. Nos últimos 12 anos a cooperativa cresceu mais de cinco vezes, e é esta a Languiru da qual os associados são donos.”

Associados aprovaram proposições da Assembleia Geral Extraordinária e Ordinária (Fotos: Éderson Moisés Käfer)
Associados aprovaram proposições da Assembleia Geral Extraordinária e Ordinária (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

Kreimeier ainda falou de números da produção, com destaque para os reflexos de investimentos nas unidades industriais, como a nova peletizadora na Fábrica de Rações, em Estrela. “Isto nos permitiu um salto de qualidade, que refletiu na melhora dos índices de eficiência de todo sistema produtivo, em conjunto com o trabalho dos associados, que também investiram em tecnologia”, frisou o vice-presidente.

Dados econômicos e financeiros

Bayer deu continuidade à ordem do dia com apresentação dos dados econômicos e financeiros da cooperativa, reafirmando que 2013 fica marcado como um ano de comemoração por ser o melhor em toda história da Languiru. “Com o faturamento bruto de R$ 845 milhões, tivemos um avanço de 500% nos últimos anos. O crescimento econômico é importante, assim como atender às necessidades dos nossos associados”, disse o presidente, fazendo questão de recordar o passado de dificuldade, quando sugeriu momento de oração em agradecimento.

Sobre perspectivas para o exercício de 2014, Bayer adiantou a expectativa de alcançar R$ 1 bilhão em faturamento bruto. Nesse contexto, salientou os volumes de negociação com o mercado externo, cujos negócios internacionais com mais de 40 países superaram os R$ 74,6 milhões em 2013, e no próximo ano terão incremento com início das exportações do novo Frigorífico de Suínos.

O assessor administrativo da cooperativa, Mário Stockmann, apresentou indicadores técnicos, como os balanços patrimonial ativo e passivo, demonstrações contábeis e sobras do último exercício. O faturamento bruto da Languiru em 2013 alcançou R$ 845,1 milhões e o resultado líquido foi de R$ 24,1 milhões. Os investimentos alcançaram mais de R$ 27,4 milhões.

Vice-presidente Renato Kreimeier (e) e presidente Dirceu Bayer
Vice-presidente Renato Kreimeier (e) e presidente Dirceu Bayer

Num comparativo entre 2012 e 2013, a cooperativa apresentou crescimento superior a 30% no período, e a expectativa para o resultado de 2014 é que esse seja 20% superior ao de 2013, chegando a R$ 1 bilhão em faturamento bruto.

O assessor administrativo Silério Hamester também apresentou projeções da Languiru para 2014, cujo orçamento estimado é de R$ 1 bilhão e investimentos, principalmente em automação de processos industriais, de R$ 52 milhões.

Distribuição das sobras

Ainda em regime de Assembleia Geral Ordinária, Bayer conduziu a votação da destinação das sobras do exercício. “Tivemos um ano muito bom e é importante que os associados também tenham retorno. No melhor momento histórico da Languiru, apresentamos proposta inédita, uma forma de valorizar a confiança que os associados depositaram na cooperativa nesses anos todos. É algo merecido, motivo de muita alegria e satisfação”, disse.

A proposta apresentada e aprovada pelos associados terá incremento no percentual de retorno financeiro da conta-movimento dos associados (que considera percentual de retorno conforme compras nas unidades comerciais e industriais e entrega da produção à cooperativa), com o valor restante à disposição dos associados em forma de recurso financeiro, nomeado como Cheque Páscoa e que será entregue a partir do mês de abril. Além disso, outro percentual das sobras ainda será reinvestido na conta capital de cada associado. Ao todo, serão devolvidos aos associados da Languiru mais de R$ 2,8 milhões.

Eleição do Conselho Fiscal

Por fim, após leitura dos pareceres favoráveis da auditoria independente e do Conselho Fiscal, ocorreu eleição e posse dos novos integrantes do Conselho Fiscal, cujo mandato será até a Assembleia Geral Ordinária de 2015. Dos três membros efetivos e três suplentes, foram escolhidos quatro novos integrantes, ficando o CONFISC composto pelos associados Adriano Horst, Marco Aurélio Graff e Eliseu Wahlbrick (conselheiros efetivos) e Lauri Graff, Marco Alexandre Klafke e André Eroni Dickel (conselheiros suplentes).

Evento ocorreu na Associação dos Funcionários da Languiru
Evento ocorreu na Associação dos Funcionários da Languiru

Nos assuntos gerais, a gerente de Recursos Humanos, Tânia Schardong, apresentou a nova filosofia empresarial da Languiru, atualizada a partir do Planejamento Estratégico. O presidente Dirceu Bayer ainda destacou projetos direcionados especialmente aos jovens associados e filhos de associados, como o Programa Aprendiz Cooperativo e o Programa de Sucessão Familiar.

Assembleia extraordinária

Em regime de Assembleia Extraordinária, os advogados Ney Arruda Filho e Renata R. M. Rosa, apresentaram as alterações estatutárias previstas na ordem do dia. “A reforma estatutária se faz necessária em face do crescimento da cooperativa e das atividades desenvolvidas, atendendo exigências legais”, justificaram.

Entre as alterações estatutárias aprovadas pelos associados estão o novo ramo de atividades da Languiru, com a inclusão do Posto de Combustíveis, e a alteração de endereço da sede administrativa para o novo prédio adquirido no Bairro Languiru, em Teutônia.

 

 

TEXTO – Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Fórum Tecnológico do Leite

Gerenciamento da propriedade fecha ciclo de palestras online

Fórum Tecnológico do Leite

Segunda noite do evento debate sistemas produtivos

66 anos

Cooperativa promove campanha exclusiva para associados

Fórum Tecnológico do Leite

Gestão reprodutiva do rebanho pauta primeira noite do evento

Comitê Mulheres Cooperadas

Saúde da mulher será tema de palestra no dia 27 de outubro

Temporada de Prêmios Languiru

Ganhadores do primeiro sorteio recebem premiação

Cadeia leiteira

Fórum Tecnológico do Leite traz ciclo de palestras online

Temporada de Prêmios Languiru 2021

Sorteados primeiros vales-compras e motocicleta

“Somos penta”

Prêmio Exportação RS reconhece trabalho da Languiru no segmento alimentos

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.