Notícias

Jovens finalizam ciclo teórico e prático do Aprendiz Cooperativo

10/01/2019

Foi mais de um ano e meio de aprendizado, envolvimento e persistência até chegar o momento de concluir uma longa jornada. No dia 08 de janeiro ocorreu a solenidade de formatura de um grupo de 19 adolescentes que realizaram o curso de Auxiliar Administrativo do Programa Aprendiz Cooperativo.

Grande maioria dos cotizados realizou atividades práticas na Languiru (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

A entrega dos certificados aconteceu na Associação dos Funcionários da Languiru e foi acompanhada por familiares e amigos dos formandos. Os aprendizes se credenciaram a receber o documento depois de concluírem o período de aprendizado teórico no Colégio Teutônia e o período prático nas cotizadoras Cooperativa Languiru e Sicredi Ouro Branco. Desses, 16 executaram a capacitação em unidades administrativas e de varejo da Languiru.

Em nome da turma, o formando Henrique Mendes Gewehr agradeceu as cooperativas e professores pela oportunidade de aprendizado e convivência. Reiterou que, desde o início, todos seguiram os princípios do cooperativismo e procuraram fazer o melhor.

 

Passado e futuro

Feller encorajou os jovens a encarar o futuro com confia

 

O presidente da Cooperativa de Trabalho Educacional (COOPEEB), Valdir Bernardo Feller, usou uma metáfora para estimular que os jovens reflitam sobre as escolhas na vida. Mencionou um lagarto raro que vive na ilha de Madagascar, cujo ângulo de visão é de 360°. Comparando com o passado, o presente e o futuro, observou que ele pode olhar para trás, para o centro e para frente. “É um animal com uma visão telescópica e que pode olhar para todos os lados. Por necessidade de sobrevivência, ele desenvolveu essa habilidade”, emendou.

Nesse sentido, reiterou que os acontecimentos do passado ficam vivos em nossa memória, sejam lembranças tristes ou alegres. “Quando nós olhamos para trás lembramos com saudade de muitas coisas. Somos o que o passado nos fez”, comentou. Traçando um comparativo com o presente, lamentou a “desarmonia e a violência” existente no mundo, ao citar a situação de refugiados da Síria e da Venezuela. Salientou que o mundo precisa de pessoas que lutem pela paz, honestidade e pela ética. “Resgatem as coisas boas do passado, analisem o presente e encarem o futuro com confiança”, desejou.

 

Esforço e comprometimento

Dionéia observou que o projeto simbolizava uma escolha dos jovens pelo cooperativismo

 

A coordenadora de Recursos Humanos da Languiru, Dionéia Schneider Hergemöller, ressaltou que a solenidade simbolizava uma escolha dos jovens pelo cooperativismo. “A vida acontece na comunidade onde estamos inseridos e, nessa, devemos atuar. Isto requer esforço e comprometimento, sendo necessário o estabelecimento de prioridades na vida”, afirmou, aconselhando os jovens a se desprenderem de alguns hábitos e estabelecerem prioridades.

 

O programa

 

O Programa Aprendiz Cooperativo é organizado pela Cooperativa de Trabalho Educacional (COOPEEB) em parceria com a base estadual do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/RS). A iniciativa proporciona às cooperativas condições de se adequarem à legislação, que estabelece cota obrigatória de contratação de jovens aprendizes para as organizações que se enquadram nos critérios de médio e grande porte. A formação é pautada nos valores do cooperativismo e abre as portas do mercado de trabalho para estudantes entre 14 e 24 anos.

O programa oferece os cursos de Aprendiz Cooperativo do Campo, Auxiliar Administrativo, Eletrotécnica Básica, Processamento de Carnes, Processamento de Leite e Derivados e Serviços de Supermercado. Com duração de 17 a 18 meses e carga horária de aproximadamente 1000 horas, os cursos ocorrem em módulo teórico (realizado em sala de treinamento) e outro módulo prático (realizado nas instalações da cooperativa que contratou o aprendiz, em propriedades modelo ou escola agrícola).

Em Teutônia, as aulas ocorrem no Colégio Teutônia. O programa conta com laboratório de informática, salas de aula e equipe de instrutores de qualificação, psicóloga e assistência social para realizar acompanhamento multidisciplinar. Mais do que uma obrigação legal, a aprendizagem é uma ação de responsabilidade social e um importante fator de promoção da cidadania.

A Languiru oferece o Programa Aprendiz Cooperativo desde 2009. Ao longo desses anos, mais de 850 jovens já participaram das atividades teóricas e práticas, com vivências em diferentes unidades da cooperativa. Em fevereiro, inicia uma nova turma composta por 50 estudantes.

 

 

TEXTO – Éderson Moisés Käfer e Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Fórum Tecnológico do Leite

Gerenciamento da propriedade fecha ciclo de palestras online

Fórum Tecnológico do Leite

Segunda noite do evento debate sistemas produtivos

66 anos

Cooperativa promove campanha exclusiva para associados

Fórum Tecnológico do Leite

Gestão reprodutiva do rebanho pauta primeira noite do evento

Comitê Mulheres Cooperadas

Saúde da mulher será tema de palestra no dia 27 de outubro

Temporada de Prêmios Languiru

Ganhadores do primeiro sorteio recebem premiação

Cadeia leiteira

Fórum Tecnológico do Leite traz ciclo de palestras online

Temporada de Prêmios Languiru 2021

Sorteados primeiros vales-compras e motocicleta

“Somos penta”

Prêmio Exportação RS reconhece trabalho da Languiru no segmento alimentos

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.