Notícias

IN 76 e 77 – Ministra da Agricultura se mostra sensível às reivindicações da cadeia produtiva do leite

27/02/2019

Comissões técnica e política do Rio Grande do Sul estiveram no dia 26 de fevereiro em Brasília para manifestar preocupação com a sustentabilidade da cadeia produtiva do leite em se considerando novas regras para produção e padrão de qualidade da matéria-prima a partir das Instruções Normativas 76 e 77. As novas orientações estão previstas para entrar em vigor no final do mês de maio e início de junho.

Presidente da Languiru, Dirceu Bayer, representou as cooperativas gaúchas em audiência com a ministra Tereza Cristina (Foto: Divulgação Cooperativa Languiru)

O grupo esteve reunido com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina. Conforme o presidente da Cooperativa Languiru, Dirceu Bayer, que integrou a comitiva gaúcha na Capital Federal, a ministra se mostrou solícita às reivindicações. “Uma de nossas sugestões é que as novas orientações sejam implantadas gradualmente. Hoje, se as Normativas entrarem em vigor como estão, cerca de 50% dos produtores de leite do Estado estarão desenquadrados e, inevitavelmente, deixarão a atividade, ocasionando um grave problema social e econômico”, alertou.

A partir das sugestões apresentadas, o tema deve ser levado para discussão na Câmara Setorial do Leite, em Brasília. “A própria ministra reconheceu as dificuldades para o produtor rural e, até em virtude dessa realidade, deverá ouvir os técnicos do governo e demais entidades ligadas à cadeia produtiva para encontrar a melhor solução. No entanto, ficou claro que as novas medidas relacionadas à produção e qualidade do leite serão implementadas”, acrescentou Bayer.

A pauta da audiência ainda tratou de cotas de importação de leite em pó e da inconstância da política relativa ao antidumping e tarifas sobre essa importação. Relatório encaminhado pelo Instituto Gaúcho do Leite (IGL) a respeito da reunião destaca que questões relacionadas ao antidumping estão sendo resolvidas e que, por questões estratégicas, aguardam oficialização do Ministério; tratativas no que se refere à criação de cotas e equilíbrio na importação do Mercosul estão em andamento, avançadas com relação à Argentina e relativamente mais difíceis com o Uruguai; seguem os trabalhos para a compra governamental de leite, assim como as tratativas para retomada do subsídio para energia elétrica rural.

O encontro em Brasília contou com a participação de representantes de entidades ligadas ao setor, como IGL, Sindilat, Famurs, Fetag e Apil, entre outros, além dos deputados federais Afonso Hamm, Alceu Moreira, Dionilso Marcon e Heitor Schuch.

 

 

 

TEXTO – Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

500 Maiores do Sul

Languiru é a terceira maior cooperativa de produção do Rio Grande do Sul

66 anos

Languiru apresenta novos mascotes

66 anos

Em reunião, Líderes de Núcleo recebem certificação

66 anos

Transmissão online fecha programação festiva da Languiru

66 anos

Languiru aposta em projetos sociais de inclusão e desenvolvimento

66 anos

Semana de Negócios das lojas Agrocenter Languiru integra programação de aniversário

66 anos

Roteiro de inaugurações marca véspera do aniversário da Languiru

66 anos

“Viemos para ficar no Sul do Estado”

66 anos

Importância econômica e social da Languiru pauta discursos de vereadores na tribuna

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.