Notícias

Diversidade produtiva – Languiru possibilita novas perspectivas às famílias do campo

05/08/2019

Elas residem em 34 propriedades rurais localizadas em 13 municípios do Vale do Taquari. Produzem legumes, verduras e frutas que abastecem os Supermercados Languiru. Boa parte ainda lida com gado leiteiro para incrementar a renda, cuja produção entregam à Cooperativa Languiru. São famílias que experimentaram uma mudança de rumo a partir do segundo semestre de 2017. Nesse período, a cooperativa passou a oferecer mais uma alternativa de produção. O intuito era abastecer os supermercados com produção local, otimizar o cultivo das áreas de terra e estimular a diversificação das fontes de renda. Passados dois anos, o projeto dá sinais de estar revolucionando a cadeia produtiva da Languiru.

 

Três hectares de cebola, melancia e uva

 

Um exemplo de mudança de vida está em Linha Benfica, município de Triunfo. A história da família sempre esteve relacionada ao cultivo da terra, em especial quando se trata de frutas.

Airton João Sirtoli (52) casou com Estela Sirtoli (51) e saiu de Caxias do Sul para morar em Triunfo. Com o tempo, deram início à produção de leite na propriedade rural de dez hectares. O filho Clairton (20) acabou presenteado pelo avô com uma vaca e a família decidiu aumentar o rebanho. O leiteiro acabou os convencendo a entregar a produção à cooperativa. “Nosso sonho era vender o leite para a Languiru”, admite.

Produção de cebola, melancia e uva contribui para diversificar a renda da família Sirtoli

Mas o gosto pelo cultivo da terra está no sangue da família, tanto que resolveram voltar a investir no cultivo de hortaliças. Hoje, fornecem cebola no inverno e melancia no verão para os Supermercados Languiru. “Foi a possibilidade de melhorar a renda, já que fica difícil pagar as contas produzindo leite em pequena escala”, justifica o filho.

Clairton é responsável pelo gerenciamento da horta, com a seleção de variedades de plantas, realização da adubação e encaminhamento da análise do solo. A família planta cebola e melancia e cultiva parreirais em três hectares. “Na Languiru posso entregar a produção de maneira fracionada, o que ajuda na programação de plantio e colheita”, destaca.

Por outro lado, a ordenha do rebanho fica a cargo de Estela e de Larissa (13), a outra integrante da família. São 200 litros de leite entregues à Indústria de Laticínios a cada dois dias. Clairton é taxativo quanto ao futuro da propriedade rural: “quero ficar aqui e continuar investindo em hortaliças, quem sabe até aumentar o plantel de vacas”, endossa.

 

Horta que complementa a renda

 

Éder Moisés Machado (41) convive há décadas com a cooperativa, inclusive já foi funcionário da Fábrica de Rações. Decidiu experimentar o “outro lado da moeda” e solicitou a visita de técnico do Setor de Leite à propriedade rural localizada em Porongos, município de Estrela. A esposa Sidônia Janete Mattes da Silva (42) acabou se associando em fevereiro de 2017. “Nessa época começamos a entregar a produção de leite à Languiru”, recorda.

Vanessa escolheu cultivar verduras e legumes, incentivada pelo pai Éder (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

Machado passou a integrar o quadro social da cooperativa em outubro de 2018. Ressalta o apoio da assistência técnica para incrementar o volume de produção. “Com o tempo, quero investir, já que meu filho disse que vai trabalhar comigo”, planeja. A filha Vanessa (21), que resolveu voltar para casa depois de trabalhar na cidade, também contribui no manejo do gado leiteiro. “Ela conduz e trata as vacas no galpão”, elogia.

Vanessa ainda participa no gerenciamento de outra atividade, que diversifica a fonte de renda da propriedade rural: o cultivo de hortaliças, como repolho verde, brócolis e cenoura.  “Estava em dúvida entre cultivar verduras ou frutas”, relembra. A jovem tem o intuito de se especializar na área – está fazendo curso de Técnico em Alimentos. “Praticamos adubação orgânica, selecionamos mudas e usamos irrigação”, menciona.

Machado destaca que existe uma procura muito grande por alimentos orgânicos, valorizando a assistência técnica da Languiru e da Emater/RS-Ascar. “Este programa da cooperativa é muito bom, a demanda por alimentos orgânicos é cada vez maior”, afirma.

 

Como faço para produzir hortifrutigranjeiros?

 

Os interessados devem contatar o Setor de Atendimento Social do Departamento Técnico. Após manifestar o desejo de iniciar o cultivo de hortifrutigranjeiros, o produtor recebe a visita do técnico em Agropecuária. Na sequência, depois de alinhar o que será cultivado, ele é cadastrado no sistema da cooperativa. A única exigência é que possua Cartão Azul ou Cartão Verde. Produtores de aves (corte), leite (produtor ou criador de terneiras ou novilhas) e suínos (matrizes, creche e terminação) possuem o Cartão Azul; já produtores que entregam milho, soja e trigo (100 sacas/ano de 60kg cada) à cooperativa são enquadrados no Cartão Verde. É salutar lembrar que a cooperativa está recebendo a adesão de produtores indiferentemente da escala de produção. Mais informações podem ser obtidas pelo fone (51) 3762-5647.

 

 

 

TEXTO – Éderson Moisés Käfer e Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Fórum Tecnológico do Leite

Gerenciamento da propriedade fecha ciclo de palestras online

Fórum Tecnológico do Leite

Segunda noite do evento debate sistemas produtivos

66 anos

Cooperativa promove campanha exclusiva para associados

Fórum Tecnológico do Leite

Gestão reprodutiva do rebanho pauta primeira noite do evento

Comitê Mulheres Cooperadas

Saúde da mulher será tema de palestra no dia 27 de outubro

Temporada de Prêmios Languiru

Ganhadores do primeiro sorteio recebem premiação

Cadeia leiteira

Fórum Tecnológico do Leite traz ciclo de palestras online

Temporada de Prêmios Languiru 2021

Sorteados primeiros vales-compras e motocicleta

“Somos penta”

Prêmio Exportação RS reconhece trabalho da Languiru no segmento alimentos

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.