Notícias

Diversidade produtiva – Languiru possibilita novas perspectivas às famílias do campo

05/08/2019

Elas residem em 34 propriedades rurais localizadas em 13 municípios do Vale do Taquari. Produzem legumes, verduras e frutas que abastecem os Supermercados Languiru. Boa parte ainda lida com gado leiteiro para incrementar a renda, cuja produção entregam à Cooperativa Languiru. São famílias que experimentaram uma mudança de rumo a partir do segundo semestre de 2017. Nesse período, a cooperativa passou a oferecer mais uma alternativa de produção. O intuito era abastecer os supermercados com produção local, otimizar o cultivo das áreas de terra e estimular a diversificação das fontes de renda. Passados dois anos, o projeto dá sinais de estar revolucionando a cadeia produtiva da Languiru.

 

Três hectares de cebola, melancia e uva

 

Um exemplo de mudança de vida está em Linha Benfica, município de Triunfo. A história da família sempre esteve relacionada ao cultivo da terra, em especial quando se trata de frutas.

Airton João Sirtoli (52) casou com Estela Sirtoli (51) e saiu de Caxias do Sul para morar em Triunfo. Com o tempo, deram início à produção de leite na propriedade rural de dez hectares. O filho Clairton (20) acabou presenteado pelo avô com uma vaca e a família decidiu aumentar o rebanho. O leiteiro acabou os convencendo a entregar a produção à cooperativa. “Nosso sonho era vender o leite para a Languiru”, admite.

Produção de cebola, melancia e uva contribui para diversificar a renda da família Sirtoli

Mas o gosto pelo cultivo da terra está no sangue da família, tanto que resolveram voltar a investir no cultivo de hortaliças. Hoje, fornecem cebola no inverno e melancia no verão para os Supermercados Languiru. “Foi a possibilidade de melhorar a renda, já que fica difícil pagar as contas produzindo leite em pequena escala”, justifica o filho.

Clairton é responsável pelo gerenciamento da horta, com a seleção de variedades de plantas, realização da adubação e encaminhamento da análise do solo. A família planta cebola e melancia e cultiva parreirais em três hectares. “Na Languiru posso entregar a produção de maneira fracionada, o que ajuda na programação de plantio e colheita”, destaca.

Por outro lado, a ordenha do rebanho fica a cargo de Estela e de Larissa (13), a outra integrante da família. São 200 litros de leite entregues à Indústria de Laticínios a cada dois dias. Clairton é taxativo quanto ao futuro da propriedade rural: “quero ficar aqui e continuar investindo em hortaliças, quem sabe até aumentar o plantel de vacas”, endossa.

 

Horta que complementa a renda

 

Éder Moisés Machado (41) convive há décadas com a cooperativa, inclusive já foi funcionário da Fábrica de Rações. Decidiu experimentar o “outro lado da moeda” e solicitou a visita de técnico do Setor de Leite à propriedade rural localizada em Porongos, município de Estrela. A esposa Sidônia Janete Mattes da Silva (42) acabou se associando em fevereiro de 2017. “Nessa época começamos a entregar a produção de leite à Languiru”, recorda.

Vanessa escolheu cultivar verduras e legumes, incentivada pelo pai Éder (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

Machado passou a integrar o quadro social da cooperativa em outubro de 2018. Ressalta o apoio da assistência técnica para incrementar o volume de produção. “Com o tempo, quero investir, já que meu filho disse que vai trabalhar comigo”, planeja. A filha Vanessa (21), que resolveu voltar para casa depois de trabalhar na cidade, também contribui no manejo do gado leiteiro. “Ela conduz e trata as vacas no galpão”, elogia.

Vanessa ainda participa no gerenciamento de outra atividade, que diversifica a fonte de renda da propriedade rural: o cultivo de hortaliças, como repolho verde, brócolis e cenoura.  “Estava em dúvida entre cultivar verduras ou frutas”, relembra. A jovem tem o intuito de se especializar na área – está fazendo curso de Técnico em Alimentos. “Praticamos adubação orgânica, selecionamos mudas e usamos irrigação”, menciona.

Machado destaca que existe uma procura muito grande por alimentos orgânicos, valorizando a assistência técnica da Languiru e da Emater/RS-Ascar. “Este programa da cooperativa é muito bom, a demanda por alimentos orgânicos é cada vez maior”, afirma.

 

Como faço para produzir hortifrutigranjeiros?

 

Os interessados devem contatar o Setor de Atendimento Social do Departamento Técnico. Após manifestar o desejo de iniciar o cultivo de hortifrutigranjeiros, o produtor recebe a visita do técnico em Agropecuária. Na sequência, depois de alinhar o que será cultivado, ele é cadastrado no sistema da cooperativa. A única exigência é que possua Cartão Azul ou Cartão Verde. Produtores de aves (corte), leite (produtor ou criador de terneiras ou novilhas) e suínos (matrizes, creche e terminação) possuem o Cartão Azul; já produtores que entregam milho, soja e trigo (100 sacas/ano de 60kg cada) à cooperativa são enquadrados no Cartão Verde. É salutar lembrar que a cooperativa está recebendo a adesão de produtores indiferentemente da escala de produção. Mais informações podem ser obtidas pelo fone (51) 3762-5647.

 

 

 

TEXTO – Éderson Moisés Käfer e Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Lançamento

Languiru apresenta os Soltinhos de Frango, mais facilidade e praticidade na cozinha

Aprendizado no campo

Programa Aprendiz Cooperativo concilia teoria com prática nas propriedades rurais

Clinic Care

Farmácias Languiru oferecem serviços especiais aos associados e clientes

Campanha

Languiru e Shopping Lajeado realizam promoção que sorteia R$ 34 mil em vales-compras

Futuro no campo

Languiru recebe inscrições para terceira edição do Programa de Sucessão Familiar

Inovação

Lançamento de plataforma digital para o agro ocorre no dia 20 de abril

Melhoramento genético

Chegou versão atualizada do Catálogo de Touros

Sucessão Rural

A satisfação pelo trabalho motiva os jovens a seguirem no agronegócio familiar

Inovação RS

Leite Languiru Origem é destaque em alimentos e bebidas premium

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.