Notícias

Datas especiais

Na propriedade rural e na estrada, eles fazem o cooperativismo acontecer

27/06/2022

Paloma Griesang e Leandro Augusto Hamester

Em julho a Languiru comemora datas importantes. No primeiro sábado do mês, este ano no dia 02, é celebrado o Dia Internacional do Cooperativismo; e no dia 25 de julho o Dia do Colono e do Motorista. O produtor rural, representado pela figura do colono, é a razão de ser da Cooperativa, são seus associados que produzem a matéria-prima que dá origem aos produtos da Languiru; já os motoristas possibilitam que tudo que é produzido chegue ao consumidor.

Entre a produção e a estrada

Quem conhece bem a realidade e a rotina da produção rural, além dos desafios da estrada, é o casal Jéssica Keil Egewardt (30) e Leandro Egewardt (33). Ela é produtora de aves, associada à Languiru desde 2021. Ele é motorista de caminhão, transporta suínos para a Cooperativa.

Jéssica Keil Egewardt e Leandro Egewardt com o pequeno Heitor, de sete meses: esperança de sucessão na propriedade da família. Além dele, ainda há o irmãozinho Joaquim, que já vem demonstrando gosto pelo campo (Fotos: Paloma Griesang)

A propriedade fica em Linha Brasil, interior de Paverama. Jéssica divide o trabalho no aviário com o irmão Cláudio (23). A rotina inicia às 6h, quando arruma o filho mais velho para a escola. Depois, se encarrega dos afazeres com o aviário: alimentação, aquecimento, limpeza, movimentar as aves.

Leandro, quando pode, ainda ajuda a esposa com a produção, mas, em geral, o serviço fica entre ela e o irmão. Seu dia inicia mais cedo, quando embarca no caminhão. Durante a manhã, costuma levar cargas de desmame, depois leva os animais da creche à terminação.

Mais do que criar frangos ou transportar suínos, o trabalho do casal consiste em produzir e levar alimento à mesa de muitas famílias. Destacam que a relação com a Languiru funciona muito bem. “Desde o início sempre foram atenciosos. Na Cooperativa, um ajuda o outro”, conta Jéssica.

O desafio da estrada

Não adianta produzir matéria-prima se ela não for transportada. Por isso também é importante o trabalho do motorista. Leandro conta que foi um desafio transportar carga viva e que o trabalho é feito em equipe com os produtores. “Não consigo ser motorista sozinho, eu dependo deles, e eles dependem de mim”, destaca, citando ainda a segurança no trânsito. “Minha base sempre foi a família, eles estão esperando meu retorno para casa.”

Leandro ajuda na propriedade, mas o seu dia a dia é na “boleia” do caminhão transportando suínos para a Languiru

Sucessão rural

A produção da família em Linha Brasil é feita por jovens, que seguem o caminho já trilhado pelos pais, os quais também foram associados da Languiru na produção de leite. Com dois filhos pequenos, Jéssica e Leandro optaram pela produção rural na esperança de que as crianças também desenvolvam gosto pela atividade. O pequeno Heitor, de sete meses, já observa a mãe na lida diária no aviário; Joaquim (4), quando está por casa, também demonstra gosto pelo campo.

Transportando um bem precioso

Nem só de levar matéria-prima e produtos finalizados vivem os motoristas que trabalham para a Languiru. Há quem transporte um bem ainda mais precioso: os empregados. Maristela Müller é motorista e há 16 anos trabalha na Trans Ilson. Hoje tem a função de levar os trabalhadores até o Frigorífico de Suínos, em Poço das Antas. “É a responsabilidade de estar todo dia lá para transportar as pessoas, que precisam do teu serviço. É poder ser útil”, considera.

Maristela Müller é motorista e tem a função de levar empregados da Languiru até o Frigorífico de Suínos, em Poço das Antas (Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)

Bom trabalho

Como em outras ocupações, Maristela relata que há dificuldades, até um pouco de preconceito por ser mulher no transporte coletivo, mas é uma boa profissão. “Você está transportando pessoas, elas têm horário para chegar, o trânsito às vezes não colabora, mas é preciso dirigir com responsabilidade e segurança para que cheguem bem. Por vezes é preciso cuidar mais dos outros do que de si mesma, sempre estar disposta para exercer teu serviço, sem erros “, afirma.

Claro que também há a parte boa, como as amizades pelo caminho. “Você conhece pessoas e histórias diferentes. É muito bom trabalhar como motorista”, conclui Maristela.

A cooperação que liga a todos

Todo esse sistema que liga produtores rurais, empregados, terceirizados, entre outros “atores”, só é possível por um fator: o cooperativismo. São seus princípios que fundamentam o trabalho da Languiru. O presidente Dirceu Bayer salienta que “o cooperativismo agropecuário é fundamental e movimenta a economia como um todo”.

Ele aponta que na região há uma estrutura cooperativista muito interessante, que congrega cooperativas de produção agropecuária, de crédito e de eletrificação, entre outros ramos como de saúde e transportes. “Temos um índice altíssimo de participação da população em alguma cooperativa”, enumera.

Conforme Bayer, o cooperativismo tem na sua essência valores que orientam, inclusive, as ações da sociedade em geral. “Cooperação, honestidade, lealdade, transparência e sustentabilidade são essenciais para a construção de um mundo melhor, além da ética, por meio da prática do bem, sem prejudicar o próximo”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

“Languiru sem fronteiras”

Cooperativa recebe premiação pela atuação internacional no segmento de alimentos

NA COZINHA COM A LANGUIRU

Formatura consolida proposta e gera novas perspectivas

Agrocenter Languiru 12 anos

Contemplados recebem seus prêmios em Teutônia

Suinocultura

Evento técnico reúne mais de 300 produtores e familiares

Avicultura

Reuniões técnicas orientam sobre manejo de lotes no inverno

Agrocenter Languiru – 12 anos

Sorteio contempla clientes e associados dos Vales do Taquari e Rio Pardo

Teutofrangofest

Comitiva apresenta evento gastronômico teutoniense no Palácio Piratini e na Assembleia Legislativa

Dia C

Ações sociais marcam atividades pelo Dia do Cooperativismo

Qualificação

Languiru oportuniza nova formação em gestão e sucessão

A Cooperativa Languiru usa cookies neste site para melhorar a sua experiência, para fins estatísticos ou, ainda para avaliar a eficácia de nossas promoções, anúncios dentre outras. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.