Notícias

Aprendiz Cooperativo do Campo – Cooperativa escolar presta contas em assembleia

17/12/2018

Lançado como pioneiro no Brasil em 2016, o Programa Aprendiz Cooperativo do Campo é uma iniciativa da Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul e Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Ocergs-Sescoop/RS), da Cooperativa Languiru e do Colégio Teutônia. Entre outas atividades que desenvolvem a formação de cidadãos mais responsáveis e, principalmente, novas lideranças, também possibilitou a constituição de cooperativa escolar, ação que conta com o incentivo da Sicredi Ouro Branco. Assim surgiu a Cooperativa Escolar de Aprendizagem Teutônia (COOPEAT), mais um exemplo de cooperativismo na prática.

Associados aprovaram proposições apresentadas (Fotos: Leandro Augusto Hamester)

A atual diretoria da COOPEAT realizou Assembleias Gerais Extraordinária e Ordinária, cuja ordem do dia deliberou sobre reforma e aprovação do Estatuto Social; apresentação do relatório de gestão, compreendendo relatório social, relatório financeiro e demonstrativo de sobras; parecer do Conselho Fiscal; e destinação das sobras.

 

Processo assemblear

 

Os jovens associados estiveram reunidos na manhã do dia 06 de dezembro, no Mini Auditório do Colégio Teutônia. Seguindo todo o ritual do processo assemblear das cooperativas tradicionais, a solenidade também contou com a participação de representantes dos parceiros do projeto teutoniense.

Presidente Douglas Ezequiel Engel (c) conduziu os trabalhos da AGE e da AGO ao lado dos demais integrantes da diretoria da COOPEAT

O presidente Douglas Ezequiel Engel (16) conduziu os trabalhos ao lado dos demais integrantes da diretoria da COOPEAT. Após a leitura da ata da assembleia anterior e do edital de convocação, os associados validaram a atualização do estatuto da cooperativa escolar, seguido de apresentação dos relatórios de gestão e social. Destaque para os objetos de aprendizagem da COOPEAT, como a produção e comercialização de balas de mel com gengibre, de rapaduras de chocolate, de hortaliças, de buquês de trufas, de cupcakes e de morangos; o desenvolvimento de projeto de aquários; a participação em eventos, visitas técnicas e homenagem em Grande Expediente na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

“Muito do que aprendemos na teoria conseguimos colocar em prática na manutenção e gestão da COOPEAT. Conseguimos produzir as hortaliças que vendemos, calculamos o custo de produção de nossos produtos e trabalhamos com uma margem de lucro desejada, aprendemos a trabalhar em equipe, a fazer gestão de recursos produtivos, financeiros e de pessoas, e nos divertimos também”, frisou Douglas.

Encerrando o período de aprendizagem ao final deste exercício, uma nova turma do Programa Aprendiz Cooperativo do Campo assume a diretoria e atividades da COOPEAT em fevereiro de 2019, com assembleia agendada para o próximo mês de março.

 

Cooperativismo na prática

 

Fazendo uso da palavra, o diretor do Colégio Teutônia, Jonas Rückert, relacionou a missão do educandário com o trabalho do cooperativismo, enaltecendo as parcerias com as cooperativas Languiru e Sicredi no Programa. “Estes jovens estão recebendo uma oportunidade que vai além do Aprendiz Cooperativo do Campo e do projeto de cooperativas escolares. Estamos muito sensibilizados em ver todo esse processo de inserção democrática, que trabalha a cidadania e o empreendedorismo entre os estudantes”, avaliou.

Integrantes da Cooperativa Escolar de Aprendizagem Teutônia (COOPEAT)

O coordenador do projeto de cooperativismo escolar, professor Everaldo Marini, parabenizou o grupo pelo trabalho desenvolvido. “Percebemos a evolução dos estudantes com tudo que foi apresentado na assembleia, com liberdade de participação nesse espaço democrático”, valorizou, qualificando também o trabalho dos parceiros Colégio Teutônia, Languiru e Sicredi no desenvolvimento e crescimento dos jovens.

A coordenadora de Recursos Humanos da Languiru, Dionéia Hergemoller, também valorizou o processo assemblear. “Este é um momento importante, de evolução como pessoas e futuros profissionais. Esta é uma turma diferenciada, que deixa a sua marca, com trabalho que segue organizado para o próximo grupo que inicia suas atividades em 2019”, concluiu.

 

 

 

TEXTO – Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Lançamento

Languiru apresenta os Soltinhos de Frango, mais facilidade e praticidade na cozinha

Aprendizado no campo

Programa Aprendiz Cooperativo concilia teoria com prática nas propriedades rurais

Clinic Care

Farmácias Languiru oferecem serviços especiais aos associados e clientes

Campanha

Languiru e Shopping Lajeado realizam promoção que sorteia R$ 34 mil em vales-compras

Futuro no campo

Languiru recebe inscrições para terceira edição do Programa de Sucessão Familiar

Inovação

Lançamento de plataforma digital para o agro ocorre no dia 20 de abril

Melhoramento genético

Chegou versão atualizada do Catálogo de Touros

Sucessão Rural

A satisfação pelo trabalho motiva os jovens a seguirem no agronegócio familiar

Inovação RS

Leite Languiru Origem é destaque em alimentos e bebidas premium

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.