Notícias

9º Fórum Tecnológico do Leite – Languiru conquista “pequenos” consumidores com Escolinha do Leite

22/09/2015

A Cooperativa Languiru teve a sensibilidade de ensinar, de forma interativa e lúdica, o caminho que o leite percorre da propriedade rural até chegar à mesa do consumidor, por meio de uma atração inédita no 9° Fórum Tecnológico do Leite. Nos dias 17 e 18 de setembro, cerca de 600 estudantes de escolas municipais e do Colégio Teutônia participaram da Escolinha do Leite, que ocorreu no ginásio da SER Gaúcho, no Bairro Teutônia.

Crianças bateram fotos com a vaca de presépio (Fotos: Éderson Moisés Käfer)
Crianças bateram fotos com a vaca de presépio (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

Conduzida por profissionais da Indústria de Laticínios e alunas-funcionárias do Colégio Teutônia, a iniciativa alternou momentos de aprendizado com diversão para crianças de Teutônia, Westfália, Estrela, Arroio do Meio e Poço das Antas. A escolinha foi dividida em quatro estações em que foram explicadas detalhadamente a produção, a industrialização e a importância do consumo de leite.

 

Na Fazenda

 

Ordenhadeira e resfriador são palavras que podem soar estranhas para crianças de cinco a dez anos de idade, porém, não mais para quem participou da Escolinha do Leite. A aluna-funcionária do Colégio Teutônia, Katiane Keil, explicou às crianças a origem e o processo de conservação do leite no espaço denominado de “Na Fazenda”. Katiane observou que tudo inicia com a ordenha da vaca, segue com o processo de conservação no resfriador e se encaminha com o transporte da matéria-prima até a Indústria de Laticínios da Languiru. “Salientamos que o leite vem da vaca e que o rebanho recebe a atenção de várias pessoas na propriedade rural. De certa forma, é um conhecimento que acabou se perdendo com o tempo e que procuramos resgatar neste espaço”, afirmou.

Na primeira estação as crianças conheceram como se origina o leite
Na primeira estação as crianças conheceram como se origina o leite

 

Na Indústria

 

A segunda estação foi comandada pela coordenadora técnica da Indústria de Laticínios da Languiru, Carine Hamester, que relatou como ocorre o processo de beneficiamento do leite no espaço “Na Indústria”. Carine detalhou os cuidados e análises que são realizadas na entrada do leite na fábrica e os procedimentos de pasteurização e tratamento UHT. “O intuito foi salientar que o leite é analisado, passa por um rigoroso processo industrial e só depois vai para a caixinha”, acrescentou.

Na segunda estação as crianças conheceram o processo de envase e industrialização do leite
Na segunda estação as crianças conheceram o processo de envase e industrialização do leite

 

Em Casa

 

A também coordenadora técnica da Indústria de Laticínios, Fernanda Wiebusch Camara, conduziu a terceira estação chamada de “Em Casa”. Fernanda enfatizou a importância do consumo de leite para suprir as necessidades nutricionais dos seres humanos, principalmente o cálcio, além de acrescentar que o leite está presente em alimentos que podem ser consumidos em diferentes horários, como iogurte, achocolatado, leite líquido, queijo, sorvete ou, ainda, pode ser usado como ingrediente para receitas caseiras, como bolo, pão, molhos, entre outros. “O leite e seus derivados podem estar presentes no café da manhã, no almoço, no lanche e na janta”, citou.

Na terceira estação foram relembradas as formas de consumo de produtos lácteos
Na terceira estação foram relembradas as formas de consumo de produtos lácteos

 

Revisando as estações

 

A quarta estação da Escolinha do Leite foi conduzida pelas alunas-funcionárias do Colégio Teutônia, Angélica Borges e Selena Ferreira. Ambas realizavam perguntas sobre os assuntos que foram abordados nas três estações anteriores. Por meio de um jogo interativo, as crianças jogavam um dado “gigante” e pulavam casas do tabuleiro conforme o número do dado, num jogo que lembra uma brincadeira de outras gerações, a “Amarelinha”. As crianças que acertavam as respostas ganhavam como prêmio um litro de leite Languiru.

 

Degustação e visita aos estandes

Na quarta estação as crianças responderam a perguntas sobre o que foi ensinado nas estações sobre a fazenda, a indústria e o consumo
Na quarta estação as crianças responderam a perguntas sobre o que foi ensinado nas estações sobre a fazenda, a indústria e o consumo

 

A diversão continuava depois de passarem pelas quatro estações. As turmas ganhavam máscaras de “vaquinha” e realizavam a degustação de bebidas lácteas, iogurtes e achocolatado da Languiru. Conduzidos por supervisores de escolas e professores, os estudantes finalizavam o roteiro da Escolinha do Leite com visitas aos estandes de empresas que divulgaram produtos e serviços destinados à atividade leiteira.

Estudantes degustaram bebidas lácteas, iogurtes e achocolatado da Languiru
Estudantes degustaram bebidas lácteas, iogurtes e achocolatado da Languiru

 

Esclarecimento e incentivo

 

“As crianças acompanharam uma sequência esclarecedora e que revisava tudo na última estação. O evento foi maravilhoso”, avaliou a supervisora da Escola Municipal de Ensino Fundamental Leopoldo Klepker, do Bairro Alesgut, em Teutônia, Maria Mirtês Petry, que destaca a importância desse contato mais “direto” com a cadeia do leite.

O professor Flávio Tiggemann, da Escola Municipal Bento Gonçalves, de Boa Vista Fundos, também município de Teutônia, classificou a Escolinha do Leite como uma atividade de valorização e estímulo aos produtores de leite da região. Lembrou que o ser humano age muito em função do estímulo que recebe. “De certa forma, a iniciativa contempla a sucessão familiar nas propriedades rurais, um fato que sempre preocupa. Se um percentual destas crianças se tornar produtor de leite no futuro, com certeza elas foram incentivadas por ações como a Escolinha do Leite”, sintetizou.

Equipe de profissionais da Languiru e de alunos-funcionários do Colégio Teutônia que conduziram as atividades na Escolinha do Leite (Foto: Lediane Oliveira)
Equipe de profissionais da Languiru e de alunos-funcionários do Colégio Teutônia que conduziram as atividades na Escolinha do Leite (Foto: Lediane Oliveira)

 

 

 

TEXTO – Éderson Moisés Käfer e Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Dia do Colono e do Motorista

No campo, a tecnologia. Na estrada, a fé

Gratidão ao cooperativismo

“Eu sei mais ou menos como é o céu, é tão bonito, tão leve”

Tecnologia

Aplicativo reúne e fornece informações sobre captação de leite na propriedade rural

Dia C

Languiru lança segunda edição de projeto de gastronomia direcionado a comunidades carentes

Gestão e Liderança Cooperativa

Languiru inicia nova edição de curso previsto no Estatuto e Sistema de Governança

Expansão

Cooperativa Languiru inicia coleta de leite na Região Sul do Estado

Segurança pública

Languiru auxilia nas reformas do Presídio Estadual de Lajeado

Curso de Sucessão Familiar

“Eu quero ficar aqui, seguir em frente, investir e aumentar a produtividade”

Agrocenter

Languiru investe em loja modelo para o segmento de máquinas e implementos agrícolas

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.