Notícias

64 anos – Meteorologista estima “janelas maiores de tempo seco” no Estado

14/11/2019

Na palestra “Perspectivas do clima”, durante a programação de 64 anos da Languiru, a meteorologista Estael Sias, da Metsul Meteorologia, trouxe estimativas climáticas para os próximos meses. O evento ocorreu no dia 13 de novembro, na Associação dos Funcionários da Languiru, em Teutônia, e contou com recurso financeiro do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Estado do Rio Grande do Sul (Sescoop/RS).

Palestrante destacou que na previsão do tempo e clima, algo que acontece a milhares de quilômetros tem influência (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

Estael destacou que “as janelas de tempo seco começam a ficar maiores no Rio Grande do Sul a partir de agora”. De maneira bastante didática, ela procurou explicar gráficos e diferentes variáveis que afetam o clima. “Fazer a previsão do tempo e clima não é algo banal, tudo está interagindo ao mesmo tempo. Algo que acontece a milhares de quilômetros tem influência”, justificou.

 

Chuvas

 

Fazendo um retrospecto do cenário climático de 2019, a meteorologista trouxe índices do volume de chuva. “O mês de maio foi um dos mais chuvosos; agosto foi seco, com chuva abaixo do normal e temperaturas altas; outubro registrou chuvas excessivas na segunda metade do mês; e novembro também conta com um acumulado de chuva acima da média para o Vale do Taquari”, recordou.

Estael Sias, da Metsul Meteorologia, trouxe estimativas climáticas para os próximos meses e o início de 2020

Estael adiantou que até o inverno de 2020 predomina a neutralidade, com o verão apresentando comportamento típico de pancadas isoladas. “O mês de janeiro no Vale do Taquari tem a possibilidade de apresentar chuva em volume acima da média, associado com tempestades. Em fevereiro, a chuva deve estar dentro e acima do normal. A partir de março volta a diminuir a chuva em grande parte do Estado.” Apesar disso, ela estima que o verão deva apresentar períodos de estiagem de 10 a 15 dias.

 

Temperaturas

 

As “chuvaradas” da primavera, com temporais e granizo, devem reduzir a partir de agora. “A temperatura tem relação direta com a chuva e a expectativa é de que aconteçam ondas de calor intenso. O mês de dezembro prevê temperaturas acima da média no Estado, o mesmo vale para janeiro. Entrando em fevereiro, também se desenha a possibilidade de calor mais intenso. Em março a expectativa de temperatura para o Vale do Taquari permanece dentro da média”, anunciou.

Estael mencionou que o próximo verão será “menos confortável” num comparativo aos anos anteriores. “A neutralidade climática segue nos próximos meses de verão, com chuva irregular e risco de estiagem localizada, temperatura dentro e acima da média, com risco de ondas de calor extremo”, concluiu.

 

 

 

TEXTO – Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Lançamento

Languiru apresenta os Soltinhos de Frango, mais facilidade e praticidade na cozinha

Aprendizado no campo

Programa Aprendiz Cooperativo concilia teoria com prática nas propriedades rurais

Clinic Care

Farmácias Languiru oferecem serviços especiais aos associados e clientes

Campanha

Languiru e Shopping Lajeado realizam promoção que sorteia R$ 34 mil em vales-compras

Futuro no campo

Languiru recebe inscrições para terceira edição do Programa de Sucessão Familiar

Inovação

Lançamento de plataforma digital para o agro ocorre no dia 20 de abril

Melhoramento genético

Chegou versão atualizada do Catálogo de Touros

Sucessão Rural

A satisfação pelo trabalho motiva os jovens a seguirem no agronegócio familiar

Inovação RS

Leite Languiru Origem é destaque em alimentos e bebidas premium

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.