Notícias

64 anos – Meteorologista estima “janelas maiores de tempo seco” no Estado

14/11/2019

Na palestra “Perspectivas do clima”, durante a programação de 64 anos da Languiru, a meteorologista Estael Sias, da Metsul Meteorologia, trouxe estimativas climáticas para os próximos meses. O evento ocorreu no dia 13 de novembro, na Associação dos Funcionários da Languiru, em Teutônia, e contou com recurso financeiro do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Estado do Rio Grande do Sul (Sescoop/RS).

Palestrante destacou que na previsão do tempo e clima, algo que acontece a milhares de quilômetros tem influência (Fotos: Éderson Moisés Käfer)

Estael destacou que “as janelas de tempo seco começam a ficar maiores no Rio Grande do Sul a partir de agora”. De maneira bastante didática, ela procurou explicar gráficos e diferentes variáveis que afetam o clima. “Fazer a previsão do tempo e clima não é algo banal, tudo está interagindo ao mesmo tempo. Algo que acontece a milhares de quilômetros tem influência”, justificou.

 

Chuvas

 

Fazendo um retrospecto do cenário climático de 2019, a meteorologista trouxe índices do volume de chuva. “O mês de maio foi um dos mais chuvosos; agosto foi seco, com chuva abaixo do normal e temperaturas altas; outubro registrou chuvas excessivas na segunda metade do mês; e novembro também conta com um acumulado de chuva acima da média para o Vale do Taquari”, recordou.

Estael Sias, da Metsul Meteorologia, trouxe estimativas climáticas para os próximos meses e o início de 2020

Estael adiantou que até o inverno de 2020 predomina a neutralidade, com o verão apresentando comportamento típico de pancadas isoladas. “O mês de janeiro no Vale do Taquari tem a possibilidade de apresentar chuva em volume acima da média, associado com tempestades. Em fevereiro, a chuva deve estar dentro e acima do normal. A partir de março volta a diminuir a chuva em grande parte do Estado.” Apesar disso, ela estima que o verão deva apresentar períodos de estiagem de 10 a 15 dias.

 

Temperaturas

 

As “chuvaradas” da primavera, com temporais e granizo, devem reduzir a partir de agora. “A temperatura tem relação direta com a chuva e a expectativa é de que aconteçam ondas de calor intenso. O mês de dezembro prevê temperaturas acima da média no Estado, o mesmo vale para janeiro. Entrando em fevereiro, também se desenha a possibilidade de calor mais intenso. Em março a expectativa de temperatura para o Vale do Taquari permanece dentro da média”, anunciou.

Estael mencionou que o próximo verão será “menos confortável” num comparativo aos anos anteriores. “A neutralidade climática segue nos próximos meses de verão, com chuva irregular e risco de estiagem localizada, temperatura dentro e acima da média, com risco de ondas de calor extremo”, concluiu.

 

 

 

TEXTO – Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Temporada de Prêmios Languiru

Ganhadores do primeiro sorteio recebem premiação

Cadeia leiteira

Fórum Tecnológico do Leite traz ciclo de palestras online

Temporada de Prêmios Languiru 2021

Sorteados primeiros vales-compras e motocicleta

“Somos penta”

Prêmio Exportação RS reconhece trabalho da Languiru no segmento alimentos

Tecnologia no campo

Languiru oferece curso gratuito de inclusão digital aos seus associados

Aprendiz Cooperativo do Campo

Nova turma participa de atividades teóricas e práticas até janeiro de 2023

Líderes de Núcleo

Desempenho e investimentos pautam reunião online

Amplo e moderno

Apresentado novo Agrocenter Máquinas

Encontro Mulheres Cooperativistas

Languiru disponibiliza vagas gratuitas limitadas

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.