Notícias

12° Encontro de Pais Associados – Previsão do tempo e código de ética pautam evento

23/08/2018

Os Cartões Azul ou Verde foram as credenciais para que associados, filhos, genros, sogros, avôs e pais de associados residentes na propriedade se inscrevessem e participassem do 12° Encontro de Pais Associados da Cooperativa Languiru. O tradicional evento ocorreu no dia 15 de agosto, no pavilhão social da Associação dos Funcionários da Languiru.

Evento reuniu mais de 200 pessoas (Fotos: Leandro Augusto Hamester)

Mais de 200 homens acompanharam a programação que contou com palestra sobre previsões climáticas, palavra da direção e apresentação do novo Manual de Transparência, Ética e Conduta (MTEC) da Languiru.

Outra novidade apesentada oo público foi o mascote Languito, figura folclórica da cooperativa que está de volta, com nova roupagem. Ao final da programação também foi servido churrasco com sobremesa em comemoração ao Dia dos Pais. Cada participante ainda recebeu um kit, com boné e chaveiro com abridor de garrafas da Languiru. Os “papais” ainda receberam vale-desconto de 20% em compras no Setor de Calçados do Supermercado Languiru do Bairro Languiru.

 

Chuva acima da média até o fim do ano

 

A programação iniciou com a meteorologista da Metsul, Estael Sias, que falou sobre previsão do tempo para o segundo semestre e a possibilidade de ocorrer um novo episódio de El Niño. Ela explicou que o fenômeno é previsto por meio do monitoramento das águas do Oceano Pacífico. Mesmo localizado no extremo Oeste da América do Sul, qualquer mudança no oceano reflete na atmosfera e termina influenciando o clima do Rio Grande do Sul.

Meteorologista Estael Sias e presidente Dirceu Bayer

Estael lembrou que o mês de setembro é marcado pelo início da primavera, com a meteorologia apontando para período de umidade e calor. Para o Rio Grande do Sul estão previstas chuvas acima da média histórica no meses de setembro e outubro, com diminuição das precipitações e aumento da temperatura no mês de novembro. “Em dezembro pode voltar a chover volumes acima da média, previsão que segue até janeiro de 2019. Porém, a previsão sempre pode mudar, uma vez que não dominamos a atmosfera”, reiterou. Ela observou que nos meses de outubro, novembro e dezembro as chuvas costumam aumentar na Região Sul e diminuir na Região Norte do Brasil.

 

Governança corporativa e capacitação de lideranças

 

O presidente da Cooperativa Languiru, Dirceu Bayer, iniciou o seu discurso elogiando a palestra da meteorologista Estael Sias. Ressaltou que chuvas em abundância significam produtividade e uma situação favorável para a cultura do milho.

Advogada Renata Madalosso

Também mencionou a estabilidade da cooperativa, especialmente perante à indefinição política pela qual passa o país. Observou que a economia atravessa momento de incertezas e cobrou maior valorização do agronegócio, setor que vem sustentando a economia brasileira.

Bayer recordou diferentes momentos pelos quais a Languiru já passou, mencionando a união de esforços e a eficiência da cadeia produtiva como fatores preponderantes para superar as dificuldades. Nesse contexto, citou o Programa de Governança Corporativa, que entre outras ações, deu origem ao Manual de Tranparência, Ética e Conduta (MTEC). “Podemos melhorar a gestão da cooperativa adotando práticas modernas e estabelecendo normas de comportamento para todos os envolvidos direta ou indiretamente com a Languiru”, apontou. Como exemplos de que a cooperativa está planejando o seu futuro, o presidente citou o Programa de Desenvolvimento de Conselheiros de Cooperativas e o relançamento do Programa de Sucessão Familiar da Languiru, iniciativas que visam capacitar as lideranças e a juventude que integra o quadro social. “Temos que nos orgulhar, pois somos uma cooperativa inovadora. Estamos colocando em prática tudo aquilo que é necessário para a continuidade da Languiru”, argumentou.

 

Investimentos

 

Novos investimentos igualmente pautaram a fala do presidente. Bayer revelou que a cooperativa está adquirindo o gerenciamento do supermercado do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) em Cruzeiro do Sul, município que já conta com uma loja Agrocenter Languiru. O modelo de negócio segue a experiência bem sucedida no Supermercado Languiru de Arroio do Meio, que anteriormente pertencia ao STR local. “Estamos reformando a loja e inserindo a cultura de atendimento da Languiru”, divulgou. Da mesma forma, o presidente compartilhou que a cooperativa também terá unidade de supermercado em Westfália, próximo ao Frigorífico de Aves.

Languito reapareceu: tradicional mascote da cooperativa foi apresentado e volta a marcar presença em feiras e eventos da Languiru

Outro investimento que está sendo vislumbrado pela cooperativa é a instalação de posto de recebimento de grãos em Venâncio Aires, cidade localizada no Vale do Rio Pardo. “É uma região com grande produção de milho, matéria-prima essecial para a produção de rações na unidade industrial da Languiru em Estrela. Hoje, acabamos comprando muito milho de outros estados, como Goiás e Mato Grosso”, justificou.

Ainda nesse contexto ele descreveu o plano de ampliação da integração avícola, outra meta da Languiru. Bayer revelou que a cooperativa já abriu lista de inscrição para novos criadores e que estão projetados grandes investimentos na estrutura do Frigorífico de Aves, em Westfália. “Temos uma cooperativa sólida que está fazendo investimentos que favorecem o associado. A Languiru está levando o seu modelo de desenvolvimento para outras regiões e vocês podem ter orgulho disso”, realçou.

 

Apresentação do Manual de Transparência, Ética e Conduta

Associados também foram presenteados ao final do evento

 

A advogada da Cooperativa Languiru, Renata Madalosso, apresentou as normas que integram o Manual de Transparência, Ética e Conduta (MTEC). Comentou que o processo de elaboração do material levou cerca de um ano, passando por aprovação do Conselho de Administração da cooperativa. “A Languiru elencou valores e princípios para o bom convívio de todos os envolvidos com a cooperativa, baseados na lealdade, na transparência, na cooperação e na sustentabilidade”, sintetizou.

Renata explicou que o documento preconiza o combate à discriminação, à condutas ameaçadoras, ao trabalho escravo e infantil; aborda o conflito de interesses; defende a segurança de informações privilegiadas; e repele o suborno e a corrupção. Por outro lado, o manual estimula as liberdades de associação e de expressão, além do respeito às políticas de gestão. O Canal de Denúncias, site utilizado para comunicar possíveis infrações, também foi apresentado. “A Languiru espera que sejamos honestos, íntegros, leais e cumpridores de nossas obrigações e responsabilidades”, afirmou a advogada.

 

 

 

TEXTO – Éderson Moisés Käfer e Leandro Augusto Hamester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras notícias

Comitê Mulheres Cooperadas

Saúde da mulher será tema de palestra no dia 27 de outubro

Temporada de Prêmios Languiru

Ganhadores do primeiro sorteio recebem premiação

Cadeia leiteira

Fórum Tecnológico do Leite traz ciclo de palestras online

Temporada de Prêmios Languiru 2021

Sorteados primeiros vales-compras e motocicleta

“Somos penta”

Prêmio Exportação RS reconhece trabalho da Languiru no segmento alimentos

Tecnologia no campo

Languiru oferece curso gratuito de inclusão digital aos seus associados

Aprendiz Cooperativo do Campo

Nova turma participa de atividades teóricas e práticas até janeiro de 2023

Líderes de Núcleo

Desempenho e investimentos pautam reunião online

Amplo e moderno

Apresentado novo Agrocenter Máquinas

Ao continuar a utilizar o nosso website você concorda com a nossa política de privacidade.